Guerra assume a presidência da NEC no Brasil


Encerrado o ano fiscal 2020 na NEC em março, a multinacional japonesa anuncia mudanças na estrutura de suas lideranças em âmbitos nacional e regional. Ângelo Guerra, que ocupava a posição de vice-presidente da empresa, assume imediatamente o cargo de CEO da NEC no Brasil. O executivo, que concentra ampla experiência no mercado de telecomunicações, será o responsável por conduzir a empresa em um momento-chave, que culmina nos planos da volta da NEC ao segmento de redes móveis locais com a estratégia de OpenRAN.

PUBLICIDADE

“Teremos, como time, uma jornada intensa pela frente, com a meta de retomada da posição da NEC como parceiro estratégico das operadoras na parte móvel das redes. Temos todo suporte de nossa matriz para colocarmos esse plano em prática e estou muito entusiasmado para essa nova etapa”, afirma Guerra.

O executivo também tem planos para fortalecer as ofertas de segurança de redes NEC, especialmente por meio de seu portfólio de identificação e governo digital. “Temos uma vantagem, que é a de termos tecnologias avançadas próprias e também de parceiros, além de expertise na implementação de projetos complexos fim a fim, orquestrando todas as necessidades de nossos clientes”, avalia. 

Yasushi Tanabe, que ocupava a cadeira de presidente da NEC no Brasil desde o segundo semestre de 2018, assumiu, em outubro de 2020, o posto de presidente  na América Latina, com a importante missão de intensificar a integração e maximizar as sinergias entre as equipes regionais para aumentar o volume de negócios em toda a região.

Anterior CommScope recicla 36 mil quilos de cabos de cobre
Próximos Facebook anuncia que usuários poderão customizar seus feeds