PORTAL DE TELECOM, INTERNET E TIC

Satélite

GSMA e Agência Espacial Europeia firmam parceria para fortalecer redes móveis via satélite

Acordo tem o objetivo de estimular o desenvolvimento de tecnologias de redes terrestres e espaciais, incluindo a integração da comunicação via satélite com 5G e 6G
GSMA e ESA fecham acordo para aproximar indústria de satélite e de banda larga móvel
Acordo entre GSMA e ESA prevê estimular o uso de conectividade via satélite por redes móveis (crédito: Freepik)

A GSMA, associação global de operadoras móveis, e a Agência Espacial Europeia (ESA, na sigla em inglês), assinaram um memorando de intenções (MOI) com a finalidade de aproximar as indústrias de banda larga móvel e de satélite. O estreitamento dos setores tem o objetivo de contribuir para o desenvolvimento de tecnologias inovadoras de redes terrestres e espaciais.

Em comunicado, as entidades destacaram que vão unir esforços para acelerar a inovação no que dez respeito à integração das comunicações via satélite com as redes 5G. A vindoura tecnologia 6G também deve ser alvo das contribuições.

“A ambição da parceria é fortalecer ainda mais a competitividade das indústrias de rede móvel e de satélite, criando um ecossistema que pode acelerar o desenvolvimento de novas soluções tecnológicas complementares para empresas e consumidores”, afirmam as organizações, em nota.

A GSMA Foundry, braço de inovação da associação de operadoras, será peça-chave do acordo, atuando de forma mais próxima ao Hub 5G/6G da ESA. Em janeiro, a agência espacial anunciou a expansão do laboratório com o objetivo de ampliar o alcance das tecnologias de comunicação via satélite e se aproximar de participantes da indústria de conectividade.

A colaboração também contará com suporte da GSMA Intelligence (GSMAi). A unidade de pesquisa da associação de operadoras indica que a integração das tecnologias de satélite pela indústria de telecomunicações pode aumentar as receitas do setor em US$ 35 bilhões (aproximadamente R$ 167,64 bilhões) até 2035, o que representa uma alta de 3% no faturamento.

“Como parte do MOI, a GSMA e a ESA pretendem colaborar e compartilhar conhecimento, ideias e resultados de testes, o que pode ajudar a integrar melhor as comunicações 5G e futuras 6G com redes não terrestres”, reforçam as entidades. “Isso será feito por meio de desafios tecnológicos conjuntos da GSMA Foundry e da ESA, que dão suporte a redes terrestres e não terrestres, bem como por meio de eventos conjuntos e promoções em conferências, como o Mobile World Congress”, diz trecho do comunicado.

TEMAS RELACIONADOS

ARTIGOS SUGERIDOS



 

Demanda por DWDM cresce e Multi PRO | ZTE amplia portfólio.
Além do DCI ZXONE – 7000 C2D produto lançado recentemente, a marca trará atualizações para equipamentos que já estão no mercado