Grupo Jalles Machado terá Plano Diretor de Tecnologia


O grupo Jalles Machado, tradicional produtor de cana-de-açúcar, se prepara para uma nova fase desde que realizou uma revolução tecnológica em suas duas unidades em Goianésia (GO). Foi contratada uma empresa especializaada em ambiente de negócios que vai propiciar a base para a construção de um Plano Diretor de Tecnologia.

“Não adianta ter uma colcha com retalhos todos coloridos se eles não se comunicam”, observou Joel Soares da Silva, diretor de Operações da empresa. Isso significa, na prática, que as próximas tecnologias que forem incorporadas aos projetos do grupo terão de “falar” com todos os ativos tecnológicos já implantados. “Teremos Big Data com alta capacidade de processamento de informações, com soluções integradas e conectadas para operar”, disse.

Por muitos anos, a Jalles Machado teve dificuldades para conseguir conectividade. “As operadoras por muito tempo pensavam em áreas mais afastadas como conexão de voz. Só depois entenderam que a nossa demanda era de dados”, disse o executivo. O problema foi resolvido com p, que cobriu 95% das terras, colocando torres inclusive onde havia áreas de sombreamento.

PUBLICIDADE

Segundo o executivo, o solo onde estão as unidades do grupo são tipo 1 e 2, arenoso e de textura média, tem restrições de clima com períodos de chuva bem concentrado e 150 dias de seca. Para ele, sem a tecnologia não seria possível todo o crescimento registrado nos últimos. “Nossos 60 pivôs e sistemas de irrigação estão totalmente conectados”, ressaltou. Ela conta ainda com 1400 dispositivos, entre tablets e smartphones, trazendo informação online do campo.

No primeiro ano do campo conectado, a Jalles obteve um aumento de 20% de produtividade. A empresa tem um Comitê de Inovação e recentemente instalou uma torre de controle para gerenciar todos os ativos em tempo real.

Machado participou hoje do terceiro dia do Agrotic, encontro promovido pela Momento Editorial em parceria com a EsalqTec. O evento segue até sexta-feira.

 

 

 

Anterior Huawei tem soluções para ISPs no atendimento rural
Próximos TIM terá 50 cidades com 4G em MG neste ano