Greve de funcionários da AT&T durou um dia


Os 17 mil funcionários da AT&T que entraram em greve na manhã de ontem nos Estados Unidos retornaram hoje, 23, aos postos de trabalho. A maioria era composta por técnicos instaladores do serviço de linhas fixas da companhia e atendentes de call center dos estados da Califórnia e Nevada.

Eles pressionavam a empresa a não mais ordenar técnicos especializados no produto de TV paga U-Verse a resolver questões relacionadas às linhas fixas nas casas dos clientes. Os trabalhadores do U-Verse têm salários mais baixos, o que comprometeria as relações de trabalho dos atuais técnicos do sistema de telefonia fixa.

O CWA, sindicato dos trabalhadores em comunicações do país, e que representa 180 mil funcionários da AT&T, firmou compromisso com a empresa estabelecendo que os técnicos do U-Verse não trabalhem em questões relacionadas a outros produtos.

PUBLICIDADE

Os técnicos de telefonia reclamam, ainda, de não conseguir renovar a convenção trabalhista que tinham com a operadora, vencida em abril de 2016. Segundo eles, a empresa aumentou a cobrança para inclusão em planos de saúde e cortou benefícios ligados a falta por problemas de saúde ou a pessoas com deficiência. As negociações nesse sentido prosseguem. (Com agências)

Anterior Novo modelo de telecom deixa ISPs de lado, criticam entidades
Próximos Lenovo Brasil anuncia novo presidente