Governo britânico troca roaming nacional por investimentos no campo


O governo do Reino Unido fechou acordo com as quatro principais operadoras locais de telefonia móvel para universalizar o a cobertura móvel, levando conexão a zonas rurais hoje sem nenhuma ou com pouca cobertura. Pelo acordo, o governo abandona a proposta de roaming nacional, em que usuários mudam de operadora automaticamente, conforme a disponibilidade da rede – criticada pela indústria.

Em contrapartida, as operadoras se comprometem a gastar 5 bilhões de libras para ampliar a cobertura. EE, O2, Vodafone e 3 UK prometem cobrir, juntas, 90% do território do reino unido até 2017, com tecnologia para voz e texto, pelo menos. As empresas também deverão aumentar, individualmente, suas redes dos atuais 69% exigidos para 85% do território até o mesmo ano, melhorando a cobertura rural.

PUBLICIDADE

Para o governo, este acordo deve eliminar dois terços das áreas de sombra no país. Para que o acordo entre em vigor, o governo vai alterar as licenças das operadoras. O investimento necessário será todo privado, mas o governo se diz aberto a renegociar as taxas anuais de licenciamento para uso do espectro. Também prometeu rever a lei de comunicações eletrônicas, que define como as operadoras podem usar terras e ativar infraestrutura. Entre as mudanças previstas estará a permissão para usar prédios públicos para instalação de infraestrutura. (Com agências internacionais)

 

Anterior Oracle registra receita de US$ 9,6 bilhões no trimestre
Próximos Acionistas da Net aprovam incorporação pela Claro