Governo Biden busca solução para escassez de chips no mercado americano


A administração de Biden está planejando se encontrar com fabricantes de automóveis e de semicondutores para tratar da baixa mundial dos estoques de chips. A representante do governo na reunião será a secretária de Comércio dos Estados Unidos, Gina Raimondo, de acordo com o convite visto pela Bloomberg.

O evento começará no dia 2o de maio e tem por objetivo criar “um diálogo aberto sobre questões de semicondutores e cadeia de suprimentos”. Nesta semana, funcionários do governo irão estabelecer a agenda das reuniões juntamente com as empresas. Dentre as companhias convidadas, estão gigantes como TSCM, Samsung, Amazon, Google, além da General Motors e Ford.

Na semana passada, Gina Reimondo afirmou que tem negociado com a fabricante de semicondutores taiwanesa, TSMC, o favorecimento de empresas de automóveis dos EUA. A crise dos chips afetou a indústria automotiva do país, levando a Ford e a General Motors a fechar fábricas temporariamente ou cortar a produção.

Essa também não é a primeira vez que o governo de Biden se encontra com players globais para falar da crise de  chips. No dia 12 de abril, o presidente teve um encontro virtual com CEOs de grandes companhias, inclusive da TSMC. O evento ainda dispunha de presença da Intel, que afirmou que a companhia queria passar a produzir chips dentre os próximos seis ou nove meses para os fabricantes de automotivos.  (Com agências internacionais)

Anterior Coalizão faz lobby pela destinação dos 12 GHz para a 5G, nos EUA
Próximos Brasil TecPar vai às compras para ter 200 mil clientes em dezembro