Governo ainda não decidiu sobre privatização dos Correios, diz Pontes


Pontes: Bolsonaro apenas deu sinal verde para o início de estudos.

O governo federal ainda não decidiu se vai privatizar a ECT (Empresa Brasileira de Correios e Telégrafos), afirmou hoje, 28, ao Tele.Síntese o ministro Marcos Pontes, de Ciência, Tecnologia, Inovações e Comunicações, pasta à qual a estatal é vinculada. Ele disse que por enquanto o presidente Jair Bolsonaro “deu sinal verde” apenas ao início de estudos sobre a privatização da empresa.

“Isso está sendo feito junto com o presidente da República. É mais uma questão de governo como um todo. Nós temos uma equipe do Ministério da Economia trabalhando com o MCTIC para avaliar todo o processo”, afirmou Pontes, após participar do lançamento de novo sistema de outorgas de radiodifusão.

Segundo o ministro, a privatização só poderá acontecer se feita “de uma forma muito criteriosa em termos técnicos, econômicos, financeiros, trabalhistas”. Além disso, o estudo autorizado por Bolsonaro poderia indicar que não vale à pena privatizar. “Temos que ver os prós e os contras. Não, não existe decisão ainda. Tem que ser feita em nível de governo, mas vai ser mais com o presidente. Temos que ver todas as possibilidades e alternativas”, completou.

PUBLICIDADE

No Congresso, a oposição no entanto não aguarda uma definição. Diante da possibilidade, já começou a se precaver. Formou frente parlamentar, convocou audiências públicas. Os trabalhadores da estatal, por sua vez, cogitam greve.

Anterior Aceleradora vai investir até R$ 200 mil em startups de telecom
Próximos Câmara aprova criação da Autoridade Nacional de Proteção de Dados