Geração Z transformará a agricultura digital, diz Coplacana


A geração Z, aquela com menos de 23 anos de idade, que é formada por nativos digitais e totalmente conectada, irá influenciar fortemente a transformação digital no campo, disse Fábio Salvaia, especialista em agricultura de precisão da Coplacana, que participou hoje,15 de Live do AGROtic 2020, promovido pelo Tele.Síntese e ESALQtec.

Pesquisa realizada pela cooperativa, disse Salvaia, constatou que 72% dos produtores ainda buscam a informação para a sua produção junto a seus vizinhos, ou seja, através do networking,  mesmo que agora esse networking se dê digitalmente, por meio dos aplicativos de celular.  E, na avaliação dele, é por isso que a nova geração tem grande potencial para influenciar a adoção de novas tecnologias no agrobusiness. “Cerca de 20% dos agricultores são formadores de opinião e impulsionadores das novas tecnologias”, afirmou.

PUBLICIDADE

Segundo o técnico, além da topografia e a carência de conexão nas áreas rurais, um dos grandes problemas enfrentados pelos produtores para a adoção de novas tecnologias estão na dificuldade de compilar e extrair as informações necessárias para a tomada de decisão. “Cada sistema vendido para a fazenda é independente e não se comunica entre si”, reclamou. Em sua avaliação, somente quando a análise inteligente de dados e o big data começar a ser aplicados para fornecer informações para o agricultor é que haverá menos resistência. “Na agricultura, cada real investido em tecnologia deve trazer resultado, não pode ser aumento de custo”, avisou.

Anterior Entidades vão recorrer de decisão a favor da Anatel sobre cálculo para migração
Próximos Setor cobra redução de impostos. Governo atribui problema a estados