Gastos em IoT chegarão a US$ 1,3 trilhão em 2019


A consultoria IDC divulgou hoje, 11, pesquisa sobre o mercado mundial de internet das coisas. E prevê um crescimento incessante do segmento até 2019, da ordem de 17% por ano. Apenas em 2015, este mercado deverá movimentar US$ 698,6 bilhões. Em quatro anos, portanto, movimentará nada menos que US$ 1,3 trilhão.

O crescimento será puxado, principalmente, pela Ásia. Neste ano, o continente foi responsável por 40% dos gastos em IoT. América do Norte e Europa foram segundo e terceiro colocados, respetivamente, nestes gastos. E, embora ainda pequena em volume investido, a América Latina vai surpreender como a região que mais vai crescer no período. A IDC estima que os latino-americanos vão incrementar em 26,5% ao ano os gastos com a tecnologia.

Na América Latina, a categoria de IoT que mais vai crescer será nos segmentos de manutenção e serviços em campo – onde será aplicada para mensuração e coleta remota de dados. Na Ásia, o crescimento será rumo a carros conectados, na América do Norte, o foco deve ser o marketing contextual. E na Europa, o foco deve recair sobre a automação industrial, diz a consultoria.

PUBLICIDADE

O crescimento vem em linha com o defendido pelas fornecedoras de equipamentos de telecomunicações no Brasil, que acreditam em rápido crescimento na área para os próximos anos.

Anterior PlayKids começa a distribuir conteúdo da Disney
Próximos Vodafone processa KPN por prática anticompetitiva