Fintech cresce com troca de vales corporativos por cultura


Crédito: Divulgação

A Caju, startup de benefícios flexíveis, mostra que melhorar a experiência do usuário faz a diferença no resultado do negócio. Ao concentrar em um só cartão todos os vales corporativos recebidos mensalmente pelos colaboradores, a solução permite que cada um consuma conforme suas necessidades. Isso significa que o beneficiário pode trocar vale-refeição, por vale-alimentação ou assinatura de Netflix, sem complicações, por meio do cartão Caju.

Para o desenvolvimento do negócio, a Caju captou R$ 13 milhões investidos pela Canary, Valor Capital Group e de investidores anjos.

Leia a íntegra da reportagem no Digital Money Inform

Anterior Refarming das frequências do celular e telefonia fixa em estudo pela agência
Próximos Vêm aí plataformas de altas altitudes e faixa da banda C para telefonia móvel