Faria diz que leilão 5G será em 100 dias


O ministro das Comunicações, Fábio Faria, afirmou ontem, 16, a parlamentares que o leilão 5G deve acontecer em 100 dias, ou seja, em 25 de junho. A afirmação se deu em encontro com a Frente Parlamentar da Agropecuária (FPA), à qual apresentou um projeto de conectividade rural que pretende financiar com R$ 726 milhões retirados do Fust, o Fundo de Universalização dos Serviços de Telecomunicações.

“O edital vai para análise do Tribunal de Contas da União (TCU) nesta semana. Lá, os ministros têm até 60 dias para avaliar – que foi o prazo prometido após o retorno da missão do 5G na Ásia e Europa –, depois volta para a Anatel e são mais 40 dias para as adequações. Então, posso dizer que a cerca de 100 dias para que ocorra o leilão do 5G no país. As teles que vão participar são a Claro, a Vivo e a TIM”, disse.

PUBLICIDADE

Projeto rural

No encontro com políticos, o ministrou falou de projeto que está em desenvolvimento entre o Minicom e o Ministério da Agricultura (MAPA), baseado WiFi Brasil. Este programa é o antigo Gesac, que leva conectividade a escolas rebatizado para comportar a construção de pontos de WiFi de acesso gratuito país afora com velocidade total de conexão de 20 Mbps cada. Em ambos os casos, a conexão é satelital, derivado de link com o satélite brasileiro SGDC.

“Fizemos um grupo de trabalho com a ministra Tereza Cristina e estamos levando internet para 175 localidades no prazo de 120 dias. Até agora já atendemos 10 mil escolas rurais e 1.500 unidades de saúde”, afirmou Faria.

Conforme a assessoria de imprensa do ministério, há ainda outra proposta negociada com o MAPA para ampliar a conectividade rural, levando internet a 2,4 milhões de pessoas, em uma área total de 275 mil km². Tal projeto usaria R$ 726 milhões do Fust. Não foram revelados detalhes, no entanto, da proposta.

O Minicom afirma que o projeto se baseia em conclusões de um estudo realizado pela ESALQ/USP. Pelo estudo, cujas conclusões podem ser lidas aqui, as operadoras precisam instalar 19.582 antenas 4G na área rural para melhorar a cobertura no campo.

Anterior Provedores regionais buscam parceiros para participarem do leilão 5G
Próximos China Unicom pode perder sua licença de atuação nos EUA