Facebook obtém aval da Comissão Europeia para comprar o WhatsApp


A Comissão Europeia comunicou seu aval à aquisição do WhatsApp pelo Facebook. A operação, na visão da instituição, não ameaça a concorrência no mercado de mensageiros OTT, que continuaria a “ter competição suficiente”. A nota ainda cita a existência dos apps  Line, Viber, iMessage, Telegram, WeChat and Google Hangouts como exemplos do nível de competição para a categoria.

De acordo com o comissário responsável por regular a competição na União Europeia, Joaquín Almunia, não exigirá contrapartidas uma vez que existem muitos apps semelhantes às disposição dos usuários. “Apesar de Facebook e WhatsApp serem dois dos apps mais populares, a maioria das pessoas utiliza mais de um aplicativo de comunicação”, argumentou em comunicado à imprensa.

PUBLICIDADE

A Comissão Europeia concluiu que o funcionamento do Facebook Messenger e do WhatsApp são diferentes, e por isso, não concorrem entre si. O Messenger se integra à rede social, enquanto o WhatsApp utiliza os números dos celulares. “Os usuários parecem utilizar os apps simultaneamente no mesmo aparelho”, explica. A aquisição foi anunciada em fevereiro. O Facebook ofertou US$ 19 bilhões pelo WhatsApp, US$ 4 bilhões em dinheiro e o restante em ações.  (Com assessoria de imprensa)

Anterior Copel vai fornecer links diferenciados para provedor de internet da Rede399
Próximos Indústrias eletroeletrônicas fecham postos de trabalho