Facebook terá salas de áudio, à semelhança do Clubhouse


Mark Zuckerberg, CEO do Facebook, anunciou hoje, 19, o lançamento de diversos produtos de áudio, o que inclui salas de conversas por áudio à semelhança do Clubhouse. Esse recuros ainda precisa passar por um período de testes, mas deverá estar disponível “para todos” no Messenger a partir do inverno brasileiro.

Nos próximos meses, o Facebook poderá receber áudios de curta duração, chamados “Soundbites”. Além disso, usuários poderão ouvir e encontrar podcasts dentro da plataforma, além de compartilhar e escutar músicas por meio do projeto Boombox, em parceria com o Spotify.

PUBLICIDADE

Nele, os usuário poderão fazer doações para os produtores de áudio utilizando “Estrelas”. Depois, a rede criará outras formas de monetização, como acesso de compra única ou assinatura de salas. Haverá ainda um fundo para os “Soundbites”. A plataforma conterá um pequeno estúdio com ferramentas de criação de áudio, com efeitos sonoros e inteligência artificial para melhorar a qualidade do som.  

Zuckerberg afirmou que a plataforma pretende tratar o áudio como “um meio de primeira-classe da forma que iriamos com fotos ou vídeos“. O interesse do Facebook com áudios surgiu após a explosão do aplicativo Clubhouse, utilizado por celebridades e bilionários, como o CEO da Tesla, Elon Musk. Ontem, a plataforma valorizou ainda mais após uma rodada de investimento e chegou a US$ 4 bilhões.

O Facebook não é a única big tech a tentar clonar configurações do Clubhouse. O Twitter também está produzindo seus recursos de áudio ao vivo. Em março, a plataforma anunciou que espera lançar os novos produtos neste mês. Diferentemente do Clubhouse, o Twitter e o Facebook não cobrarão convite do usuário para participar da rede. (Com agências internacionais)

Anterior Oi Conta Zap fará parte do marketplace de serviços da Client Co
Próximos FCC quer detalhes da aquisição da TracFone pela Verizon