F5 compra empresa de edge-as-a-service


F5 anunciou a compra da  Volterra, a primeira plataforma universal edge-as-a-service. Pelo acordo, a F5 adquirirá todas as ações emitidas e a emitir da empresa privada Volterra por aproximadamente US$ 440 milhões em dinheiro e aproximadamente US$ 60 milhões em remuneração diferida e compensação por incentivos não concedidos presumidos, para fundadores e funcionários. Com a adição da plataforma tecnológica da Volterra, a F5 está criando uma plataforma edge para empresas e provedores de serviços, que terá prioridade para a segurança e será app-driven com escala ilimitada.

“As atuais soluções edge são simplesmente inadequadas para os atuais clientes empresariais. É tempo de nos libertarmos de sistemas edge fechados que só perpetuam a dor de desenvolver, executar e dar segurança a apps”, disse François Locoh-Donou, presidente e CEO da F5. “Com a Volterra, nós fazemos progredir nossa visão de Aplicações Adaptativas com uma plataforma Edge 2.0 que resolve a complexa realidade multinuvem confrontada pelos clientes empresariais. Nossa plataforma criará uma solução SaaS que resolve os problemas mais críticos dos nossos clientes”, completa

PUBLICIDADE

“Estou empolgado por trabalhar em contato direto com François e a equipe da F5 para ajudá-los a ser pioneiros na evolução do edge para entregar experiências de aplicações mais adaptativas e dinâmicas para todos os nossos clientes”, disse Ankur Singla, Fundador e CEO da Volterra.

A plataforma Edge 2.0 da F5 terá as seguintes características:

  • Prioridade para a segurança: Entregando segurança líder da indústria em vez de segurança commodity acrescentada a uma CDN ou nuvem.
  • App-driven: Fornecendo entrega de apps universal, “desenvolva uma vez, implemente globalmente”. Este edge definido por software, baseado em containers padrão da indústria e APIs, elimina a complexidade da multinuvem.
  • Ilimitada em escala: O Edge 2.0 liberta os apps da “prisão da CDN” das plataformas edge fechadas, executando todos os serviços em qualquer servidor, em todas as nuvens e data centers.

As diretorias da F5 e da Volterra aprovaram a transação, que está sujeita a aprovações regulatórias e outras condições habituais de concretização do negócio. Espera-se que a transação se concretize no primeiro trimestre do ano-calendário 2021. (com assessoria de imprensa). 

Anterior Google Cloud nomeia diretor de soluções e vendas para América Latina
Próximos Dell, AlefEdge e Tech Mahindra lançam serviço de computação de borda 5G para operadoras