Ex-CFO deixa conselho da PT SGPS


O ex-diretor financeiro da Portugal Telecom SGPS, Luís Pacheco de Melo, renunciou ontem ao cargo de membro do conselho de administração da holding, sócia da brasileira Oi. O comunicado da PT SGPS enviado à Comissão de Valores Mobiliários de Portugal não detalha, porém, os motivos da decisão.

Pacheco foi um dos pivôs do caso Rioforte, em que a PT SGPS adquiriu títulos da empresa do Grupo Espírito Santo sem comunicar a concessionária brasileira. A operação, que teria sido realizada sem aval dos conselhos da PT e da Oi, culminou em um calote de 897 milhões de euros por parte da Rioforte. Pacheco deixou a função de CFO logo após o caso vir à tona. Para sanar o buraco causado, as empresas firmaram um acordo reduzindo a participação acionária da PT na Oi.

PUBLICIDADE

O antigo administrador financeiro da PT SGPS, em depoimento à CPI que investiga a falência do GES, acusou o ex-CEO da PT SGPS, Henrique Granadeiro, de autorizar as compras de títulos da Rioforte sem informar ao conselho da companhia.

PUBLICIDADE
Anterior Huawei monta laboratório em Campina Grande, na Paraíba
Próximos T-Systems tem cinco pilotos para gestão de dados de veículos conectados