Europa fecha acordo para o fim do roaming e adoção da neutralidade da rede


Os 28 países membros da União Europeia fecharam na madrugada de hoje, 30, acordo para por fim à tarifa de deslocamento, o roaming, até junho de 2017. A Europa aprovou também conceitos de neutralidade da rede, bem menos amplos do que os estabelecidos no Brasil pelo Marco Civil da Internet ou pelos Estados Unidos. Conforme o acordo, todo o tráfego da internet deve ser tratado igualmente, mas as operadoras poderão dar tratamento diferenciado para os serviços especializados, como streaming de vídeo, desde que não afetem outros clientes.

O acordo pelo fim  estava sendo negociado há vários anos, e ontem foi selado pela Parlamento Europeu, Comissão Europeia e os governos de cada país.

Até o fim da cobrança da tarifa de roaming, em junho de 2017, haverá queda gradual nos preços: a partir de abril de 2016, só poderão ser cobrados cinco centavos de euros por minuto de ligação de voz; dois centavos de euros por envio de torpedos e cinco centavos de euros por megabyte de dados usados quando o usuário estiver fora de sua cidade de origem.

Na avaliação da Comissão, este teto provocará redução de 75% no valor das tarifas cobradas hoje.

PUBLICIDADE

Neutralidade

Em relação à neutralidade da rede, que agora também virou lei nos28 países da Comunidade Europeia, os provedores de internet e operadoras de telecom poderão favorecer serviços especializados que demandam alta qualidade de conexão de internet, como a TV ou o vídeo pela internet, desde que eles não afetem a qualidade geral da rede. As empresas poderão ainda bloquear o tráfego, se for de interesse público, como por exemplo, combate a um ataque terrorista.

Os países deverão formalmente aprovar o acordo em seus mercados entre julho e dezembro. ( com agências internacionais).

 

 
Anterior Paula Bellizia assume a presidência da Microsoft Brasil
Próximos Claro vai usar faixa de 450 MHz até 2027