EUA prometem US$ 1 bi para o Brasil financiar infraestrutura, inclusive 5G


(Brasília – DF, 20/10/2020) Robert O’Brien, Conselheiro de Segurança Nacional dos EUA (esq.). Foto: Marcos Corrêa/PR

Nesta semana, os EUA enviaram emissários ao Brasil, inclusivo o conselheiro de segurança Robert O’Brien, para defender a vedação à Huawei nas redes nacionais, sob o argumento de que há riscos à segurança nacional e que as redes 5G da fabricante podem ser usadas para fins de espionagem.

O executivo esteve com o chanceler brasileiro, Ernesto Araújo ontem, 19, e hoje se reuniu também com o presidente Jair Bolsonaro e o ministro da Economia, Paulo Guedes.

PUBLICIDADE

Na manhã de hoje, 20, foi anunciada ainda a liberação de US$ 1 bilhão por parte do Banco de Importação e Exportação dos EUA (Eximbank) para financiar o comércio brasileiro. Dinheiro este que poderá ser usado, inclusive, por operadoras para comprar equipamentos de rede que não sejam feitos na China.

O anúncio se deu com a assinatura de um acordo entre o Ministério da Economia e o banco. O dinheiro não irá todo para a 5G, no entanto. Juntos, ME e Eximbank vão decidir como aplicar o financiamento do banco americano nas áreas de telecomunicações (incluindo 5G), energia (incluindo nuclear, petróleo e gás e renováveis), infraestrutura, logística, mineração e manufatura (incluindo aeronaves).

Anterior Qualcomm anuncia portfólio de infraestrutura 5G RAN
Próximos Presidente da FCC diz que enfrentar dominância chinesa é desafio geopolítico e cita o Brasil