EUA vão liberar uma montanha de espectro para a 5G


shutterstock_Grey Carnation_Tecnologia_Tendencia_Telefonia_Movel_5GOs Estados Unidos querem liberar quase 11 GHz de espectro para as operadoras móveis. Essa massa de frequências ficará disponível para a construção da quinta geração de redes móveis, a 5G, que sequer foi padronizada no mundo ainda.

Por unanimidade, a Federal Communications Commission (FCC), autarquia de regula as telecomunicações no país, aprovou o programa “Fronteiras do Espectro“, que libera as faixas acima de 24 GHz para a 5G. A medida é encarada como estratégica para garantir que o país fique na vanguarda do desenvolvimento dos serviços e tecnologias das redes móveis do futuro. A decisão torna os EUA o primeiro país do mundo a reservar bandas para a tecnologia.

Pelas regras aprovadas hoje, 14, haverá oferta de 3,85 GHz de frequências licenciadas e permissão para as teles usarem outros 7 GHz de espectro não licenciado. Será permitido o uso de bandas nos 28 GHz, 37 GHz e 39 GHz. A faixa entre 64 GHz e 71 GHz também será liberada, sem exigência de outorga. A FCC fará, ainda, uma consulta pública para verificar a viabilidade de liberar bandas acima de 95 GHz.

PUBLICIDADE

As operadoras se manifestaram de forma cautelosa sobre a decisão da FCC. A AT&T comemorou, mas ressaltou que ainda precisa esmiuçar os planos para compreender se haverá equilíbrio na competitividade pela ocupação dos espaços. A Verizon, afirmou que a aprovação mantém os EUA na rota de liderança em tecnologias móveis.

Por causa da liberação de frequências em 28 GHz, o plano desagrada as empresas de satélite, que durante consultas públicas fizeram oposição à oferta dessas faixas. A FCC diz que, apesar da aprovação, continua a estudar essa banda em particular, e que se ficar comprovada qualquer interferência, sua oferta será revista. Por enquanto, acredita ser possível a convivência entre o satélite e uso terrestre. Pelas regras, as operadoras poderão ter, no máximo, 1.250 MHz de espectro.

A comissão vai buscar, ainda, opiniões sobre outros 18 GHz em espectro que pretende liberar, em oito bandas de alta frequência: 24-25 GHz, 32 GHz, 42 GHz, 48 GHz, 51 GHz, 70 GHz, 80 GHz e 95 GHz.

 

Anterior Oi anuncia novos planos de banda larga fixa
Próximos Cisco lança novos serviços de segurança em nuvem