Estudo mostra liderança de Tim, Claro e Vivo em proteção de dados. Empresas regionais têm falhas.


Crédito: Freepik
Crédito: Freepik

O relatório anual da InternetLab que indica as empresas que melhor protegem os dados dos clientes mostra Tim, Claro/Net e Vivo com as melhores notas. O documento foi divulgado nesta quinta, 2. Além das três teles, foram avaliadas ainda Oi, Algar e Brisanet. Estas últimas tiveram as piores avaliações, com se vê no gráfico abaixo:

Resultados do estudo Quem Defende Seus Dados de 2021, publicado pelo Internet Lab
Resultados do estudo Quem Defende Seus Dados de 2021, publicado pelo Internet Lab

É a sexta vez que a InternetLab avalia as políticas de privacidade e de proteção de dados das empresas provedoras de conexão à internet no Brasil. A entidade foi escolhida pela Electronic Frontier Foundation (EFF), dos EUA, para desenvolver esse levantamento, denominado “Quem Defende Seus Dados?“, versão brasileira do “Who Has Your Back?”.

PUBLICIDADE

No documento divulgado hoje, a fundação informou que, para a pesquisa de 2021, ocorreram algumas modificações. “Neste ano, continuamos afinando nossos parâmetros de avaliação em vista da aprovação da Lei Geral de Proteção de Dados, de novas modificações nos entendimentos e práticas sobre privacidade e proteção de dados, e de inúmeras notícias sobre incidentes de segurança ocorridos com as maiores operadoras de telefonia no ano passado”, diz.

E detalha mais o processo. “Além disso, atualizamos quais empresas de telefonia são avaliadas pelo relatório. Com base em levantamento recente da Anatel, selecionamos, em junho de 2021, todas as empresas com mais de 1% do mercado nacional de telefonia. Com isso, passou-se a avaliar a empresa Brisanet e deixou-se de avaliar a Sky. A Nextel, por ter sido completamente assimilada pela Claro, não sendo mais oferecidos serviços sob sua marca, também deixou de ser avaliada.”

Avaliações

As provedoras de banda larga fixa e internet móvel são avaliadas em seis itens: informações sobre a política de proteção de dados, protocolos de entrega de dados para investigações, defesa dos usuários no judiciário, postura pública pró-privacidade, relatórios de transparência e de impacto à proteção de dados; e notificação do usuário.

As notas são registradas como estrelas. Estrela cheia é a nota máxima em cada categoria avaliada. Em “notificação do usuário”, por exemplo, todas as avaliadas ganharam estrela vazia, a nota mínima.

Todas as avaliadas, exceto Algar e Brisanet, receberam estrela cheia na categoria Informações Sobre a Política de Proteção de Dados. Oi e Brisanet foram as únicas sem estrela cheia em Protocolos de Entrega de Dados Para Investigações.

Brisanet, aliás, recebeu estrela vazia em todas as categorias, exceto a primeira. Algar teve estrela vazia em três (Defesa, Relatórios e Notificações)

A Tim obteve quatro estrelas cheias e uma quase cheia (esta em “relatórios…”). Claro e Net conseguiram quatro cheias, nas mesmas categorias que a concorrente, mas uma estrela pouco cheia em “relatórios”.

A líder de 2021 também liderou a mesma pesquisa em 2020 (foto abaixo), porém, no ano passado, teve diferença maior para as demais concorrentes. Neste ano, Claro e Net cresceram frente às demais e chegaram próximas à Tim.

Resultados do estudo Quem Defende Seus Dados de 2020, publicado pelo Internet Lab
Resultados do estudo Quem Defende Seus Dados de 2020, publicado pelo Internet Lab

A InternetLab reforça que é uma “entidade sem fins lucrativos, que atua como ponto de articulação entre acadêmicos e representantes dos setores público, privado e da sociedade civil”.

A pesquisa detalhada, com as explicações para cada nota em cada categoria por operadora pode ser lida aqui.

PUBLICIDADE
Anterior 40% das maiores empresas latino-americanas terão governança em nuvem, em 2023
Próximos Sindicatos da Itália se preparam para greve com possível venda da Telecom Itália