Estudo da GSMA vê importância das TIC para economia de baixo carbono


A tecnologia móvel e as TIC possuem o potencial de reduzir com eficiência as emissões dos gases de efeito estufa (GEE) e de efetivamente desvincular o crescimento econômico do aumento das emissões. A conclusão é do estudo da GSMA (associação global do ecossistema móvel) e do Banco Interamericano de Desenvolvimento (BID), intitulado ‘Tecnologia para a ação climática na América Latina e no Caribe – Como as soluções móveis e as TIC contribuem para um futuro sustentável de baixo carbono’.

O relatório, desenvolvido pelo grupo South Pole, aponta para um forte compromisso pela eficiência energética e pela energia renovável como caminho que a indústria digital deve tomar para se alinhar ao Acordo de Paris e manter o aquecimento global bem abaixo dos 2 graus Celsius. O estudo descreve como a Internet das Coisas (IoT) e o Big Data estão ajudando a enfrentar as mudanças climáticas e a proteger o meio ambiente.

O documento apresenta o exemplo de projeto em São Paulo, onde a Telefônica lançou um piloto de Big Data para monitorar a mobilidade dos cidadãos, analisar seu impacto na qualidade do ar na cidade e estimar seus efeitos na saúde e no bem-estar dos habitantes. “Utilizando dados de mobilidade, foi possível prever os problemas de poluição até dois dias antes que eles ocorressem. Isso permite que as autoridades locais tomem precauções para proteger a saúde pública, como direcionar o tráfego para rotas alternativas e alertar as populações vulneráveis, aquelas com problemas respiratórios em áreas de alta contaminação”, descreve.

PUBLICIDADE

Para a GSMA, as operadoras móveis da América Latina estão definindo objetivos para expandir, durante os próximos anos, a porcentagem de energia renovável que utilizam, ao mesmo tempo em que focam em iniciativas para diminuir o consumo de energia e contribuem com projetos de proteção ambiental, como campanhas para reduzir o desmatamento e para desenvolver serviços que protejam a vida selvagem.  

 

Veja aqui a íntegra do novo estudo da GSMA.

 

Anterior Vice-presidente dos Correios afirma que empresa não demitirá este ano
Próximos MCTIC altera cronograma da TV digital para acrescentar municípios