Estratégia de IA do Brasil prioriza projetos de pesquisa e desenvolvimento de tecnologias


Imagem Pixabay

O Ministério da Ciência, Tecnologia e Inovação publicou, nesta segunda-feira, 12, a Estratégia Brasileira de Inteligência Artificial, que define como prioridade projetos de pesquisa, de desenvolvimento de tecnologias e inovações, para o período 2020 a 2023.

O documento estabelece nove eixos de ação: legislação, regulação e uso ético; governança de Inteligência Artificial; aspectos Internacionais; qualificações para um futuro digital; força de trabalho e capacitação; pesquisa, desenvolvimento, inovação e empreendedorismo; aplicação nos setores produtivos; aplicação no poder público; e segurança pública. A estratégia segue recomendações recentes da OCDE.

Caberá ao MCTI criar instâncias e práticas de governança para priorizar, implantar, monitorar e atualizar as ações estratégicas estabelecidas na Estratégia Brasileira de Inteligência Artificial; coordenar e estabelecer as ações que possibilitem a sua implementação e convidar instituições do setor público, privado e da academia para subsidiá-lo nas ações estratégicas definidas. 

PUBLICIDADE

Terá ainda de elaborar relatórios de avaliação da implementação das ações estratégicas definidas na Estratégia Brasileira de Inteligência Artificial; dar publicidade aos relatórios e avaliar a periodicidade de atualização das ações nessa área. 

Anterior Embrapii seleciona projetos de startups para financiamento
Próximos 988 municípios continuam sem backhaul de fibra, mostra a atualização do Pert