Estados Unidos liberam comércio com a ZTE


(Shutterstock Maxx Studio)
(Shutterstock Maxx Studio)

A ZTE comunicou hoje, 29, que deixou a lista negra do departamento de comércio dos Estados Unidos. A fabricante chinesa de equipamentos de infraestrutura e celulares sofre sanções desde março de 2016, quando descobriu-se que atuava como uma espécie de intermediária para a venda de produtos norte americanos, ou feitos com componentes norte americanos, ao Irã, país sobre o qual há embargo comercial por parte dos EUA.

Quando estava na lista, a ZTE não conseguia comprar insumos de empresas locais, como processadores, por exemplo, fabricados nos EUA ou por empresas do país. A chinesa então criou uma comissão para rever suas políticas de venda e aceitou pagar multa de US$ 892 milhões, além de um adicional de US$ 300 milhões nos próximos sete anos. (Com agências internacionais)

PUBLICIDADE
Anterior Com novos Galaxy S8, Samsung some com a marca Edge
Próximos Governo troca TIC e call center por emissora de rádio e TV no aumento de imposto