Escassez de componentes impacta resultados da Nokia


Nokia - crédito: divulgação
Crédito: divulgação

A Nokia obteve um crescimento de apenas 2% nas vendas líquidas no terceiro semestre de 2021 se comparado ao mesmo período do ano anterior, por conta das restrições na cadeia de suprimento e a falta de alguns materiais, como chips. Com isso, a Nokia arrecadou € 5,4 bilhões em vendas líquidas no terceiro trimestre.

Por outro lado, a companhia obteve expansão mais consistente nas vendas de Nuvem e Serviços de Rede (12%) e Infraestrutura de Rede (6%). Este tem uma das maiores previsões de crescimento para 2021, entre 8% e 11%, e para 2023, entre 9% e 12%. Agora, a Nokia detém 380 clientes com redes privadas. No ano a ano, o lucro da companhia também obteve um amplo aumento de 78%, passando de € 197 milhões em 2020 para € 351 em 2021.

PUBLICIDADE

“A incerteza em torno do mercado global de semicondutores limita nossa visibilidade no quarto trimestre e 2022”, afirmou o presidente e CEO da firma, Pekka Lundmark. “Juntamente com os benefícios pontuais de que nos beneficiamos este ano, isso pode limitar nosso potencial de expansão de margem em 2022.”

O setor de Redes Móveis também foi o responsável pela estabilização dos números da companhia, com um aumento de 5% no ano.  A previsão é de que os segmento continue representando um risco. Em seu relatório fiscal do semestre, a companhia disse que a competição na área é muito intensa, principalmente, com a chegada da 5G. Outros fatores de risco citados foram: a duração do coronavírus, em especial, em alguns países como Índia; a cadeia de suprimentos; aceleração da inflação; e rescisão de contratos devido a questões de segurança.

A maior parte da receita da empresa, cerca de € 1,809 bilhão, continua a vir da América do Norte. No entanto, a Nokia apresentou o dobro do crescimento, 18%, na região da Ásia Pacífico (excluindo China e Índia), onde acumulou € 688 milhões.

No ano completo de 2021, a companhia estima uma venda líquida entre € 21,7 bilhões a € 22,7 bilhões, enquanto em 2023 a métrica deverá “crescer mais rápido que a do mercado”. O fluxo de caixa do acionista também irá ser positivo em ambos os anos.

PUBLICIDADE
Anterior Vivo tem lucro líquido de R$ 1,31 bilhão no 3º trimestre
Próximos Telefônica Vivo eleva a meta de cobertura com fibra até 2024