Erro de atualização expõe dados de usuários do iFood


Os usuários do aplicativo de entrega em domicílio iFood experimentaram um problemas na manhã desta sexta feira, 19. Ao entrarem na plataforma e clicarem em pedidos já realizados, se deparavam com uma série de pedidos nunca realizados, entregues para endereços desconhecidos. Também tiveram acesso a conversas não realizadas com entregadores e dados pessoais que não condiziam com aqueles da própria conta.

O “bug” foi relatado por inúmeras pessoas nas redes sociais. Procurado, o iFood confirmou que houve um erro que levou a uma confusão entre os dados dos usuários da plataforma.

PUBLICIDADE

A empresa garante que a confusão não ocasionou em cobrança errada a nenhum cliente, e diz que o problema já foi corrigido. Atribui a pane a um erro de atualização do sistema. E por fim de se diz à disposição das autoridades para esclarecimentos.

O que diz o iFood

Veja, abaixo, o que diz a empresa:

Na manhã de sexta-feira, dia 19/06, a plataforma do iFood passou por um problema de atualização com duração de cerca de 30 minutos. A ocorrência foi rapidamente solucionada por sua equipe de tecnologia. A empresa afirma que não houve qualquer tipo de ciberataque à plataforma.
Durante esse breve período, o sistema exibiu dados pessoais dos usuários de maneira aleatória. A empresa reforça que, ainda assim, não foi possível que clientes fizessem pedidos por outras pessoas ou acessassem contas de terceiros.
A empresa esclarece que os meios de pagamento ficam gravados apenas nos dispositivos dos próprios usuários, e não são armazenados nos bancos de dados da plataforma. Dessa forma, os dados referentes a esses cartões não sofreram qualquer vazamento.
Por precaução, a plataforma deslogou os usuários impactados, que ficaram impossibilitados de realizar pedidos neste período. A situação já está normalizada e os usuários impactados estão sendo comunicados do ocorrido.
O iFood está à disposição das autoridades para eventuais esclarecimentos adicionais e reforça seu compromisso com a segurança das informações de restaurantes e consumidores.
Anterior Para a S&P, Oi vai renegociar dívidas se aditamento do PRJ não for aprovado
Próximos Senacon multa a TIM em R$ 800 mil por falha na informação a usuários