Ericsson acusa Samsung de descumprir licença de patente e de royalties


A Ericsson iniciou um processo judicial nos Estados Unidos contra a Samsung por descumprimento de acordo de pagamento de royalties e licença de patentes.

PUBLICIDADE

Como diversas licenças da empresa irão expirar no ano que vem,  enfrenta um risco de pagamentos atrasados caso as negociações se estendam para além do período não licenciado. Uma vez renovado, royalties não pagos serão reconhecidos como receitas.

A empresa também afirmou que o contexto geopolítico atual tem afetado no volume das venda de celulares, à medida em que o os dispositivos 5G vão substituindo o 4G. O que, somado aos royalties não pagos e ao custos potenciais de litígio, pode afetar a renda da empresa em até SEK 1,5 bilhão (R$ 898 milhões) no próximo trimestre. Esse valor pode variar a depender do timing e dos termos e condições dos próximos acordos.

O portfólio da propriedade intelectual da Ericsson conta com 54 mil concessões de patentes, com um investimento de SEK 40 bilhões (R$ 23 bilhões).

Para a Bloomberg News, um representante da Samsung comentou que a empresa vai responder apenas depois que receber o processo. A Ericsson já havia acusado a Samsung de violação em patente em 2012. O processo, que durou dois anos, acabou com a sul-coreana tendo de pagar US$ 650 milhões. (Com agências internacionais)

Anterior Senado aprova também comissão sobre a implantação da 5G no Brasil
Próximos PGR vai ao STF e alega inconstitucional decreto de Bolsonaro sobre direito de passagem das teles