Equinix cria ponto de interconexão entre clientes


shutterstock_Oleksiy Mark_Banda_larga_Comunicacao_Dados_Data_CenterCom a conexão direta física e virtual de seus data centers International Business Exchange ao redor do mundo, os clientes da Equinix vão poder se conectar sob demanda a qualquer outro cliente, de qualquer localidade Equinix. A evolução da plataforma de data centers foi anunciada hoje, 4, pela empresa.

Com esse anúncio de hoje, o Equinix Cloud Exchange TM (ECX) evoluiu de uma plataforma de conectividade de cloud para um ponto de troca de interconexão com múltiplos propósitos. O que simplifica ainda mais o processo pelo qual as empresas implementam a interconexão entre clientes, parceiros e fornecedores.

PUBLICIDADE

Para os próximos meses, a Equinix promete uma série de iniciativas sobre a cobertura, conectividade e serviços que entregará aos seus clientes mais valor agregado e possibilitará dimensionar rapidamente seus negócios digitais através de um data center e uma plataforma de interconexão dinâmicos.

A nova conectividade entre as áreas metropolitanas será disponibilizada pelo ECX, que foi renomeado como Estrutura Equinix Cloud Exchange (ECX Fabric). Isso impulsionará os recursos das redes definidas por softwares (SDNs) atualmente incorporadas ao ECX, para permitir que qualquer cliente conecte dinamicamente sua própria infraestrutura pelos locais Equinix ou conecte-se a qualquer outro cliente da plataforma global Equinix, independentemente da localização.

Os clientes podem personalizar sua conectividade com relação aos parceiros, clientes e fornecedores por meio de uma interface que fornece a todas as empresas os benefícios esperados de modelos “as-a-service”. Isso inclui o provisionamento em tempo real por meio de um portal ou APIs, incrementos de cobrança pré-paga e a remoção do atrito no estabelecimento de conectividade elástica entre as áreas metropolitanas.

Os novos recursos da estrutura ECX ficam imediatamente disponíveis nas seguintes localidades ECX: Amsterdã, Atlanta, Chicago, Dallas, Dublin, Frankfurt, Londres, Los Angeles, Manchester, Nova York, Paris, Seattle, Vale do Silício, Estocolmo, Toronto, Washington e Zurique. Entre o fim de 2017 e início de 2018, a estrutura ECX será ampliada para Denver, Dusseldorf, Genebra, Helsinque, Miami, Milão e Munique. A Equinix também vai estender a conectividade para São Paulo, Hong Kong, Melbourne, Osaka, Singapura, Sydney e Tóquio, em 2018.

Maior eficiência

Com essa expansão, qualquer cliente Equinix será capaz de interconectar de forma mais eficiente sua infraestrutura global e solicitar conexões a qualquer um dos mais de mil participantes atuais da estrutura ECX. Isso inclui algumas das maiores empresas, provedores de serviços de cloud (incluindo Alibaba Cloud, Amazon Web Services, Google Cloud Platform, IBM Cloud, Microsoft Azure e Oracle Cloud) e provedores SaaS (incluindo Salesforce, SAP e ServiceNow) do mundo.

Entre os benefícios para as empresas incluem a habilidade de dimensionar rapidamente suas operações de negócio digital globalmente, ao se conectar de forma privada e segura a um conjunto maior de parceiros de negócios e destinos. Isso inclui tanto provedores de meios de acesso à cloud dentro de uma área metropolitana quanto os que conectam a outras áreas para o estabelecimento de arquiteturas georredundantes de multi-cloud ou cloud híbrida, assim como as conexões entre os pontos de presença dos clientes que estão distribuídos geograficamente, essenciais para as soluções em aplicações e big data. A Equinix permite que as empresas se dimensionem rapidamente em um ambiente que oferece segurança física, em conjunto com os benefícios da segurança digital de se conectar diretamente com parceiros estratégicos de negócios fora da internet pública.

Já os provedores de serviços de cloud terão a capacidade de estender facilmente seu alcance para uma base global de compradores, que está em rápida expansão, através de conexões privadas que fornecem uma experiência de usuário mais consistente. Os provedores de serviços de rede, por sua vez, terão capacidade para se conectar mais facilmente com os meios de acesso à cloud em mais áreas metropolitanas e estabelecer mais facilmente os destinos das conexões de rede nos quais eles ainda não possuem uma presença física, aumentando seu potencial de mercado.(Assessoria de Imprensa)

Anterior App da Bignet mostra onde está a caixa FTTH com mais portas livres em uma área
Próximos MOB Telecom tem forte crescimento após investir em CDN