PORTAL DE TELECOM, INTERNET E TIC

Infraestrutura

Entorno de cidades com 500 mil habitantes pode receber 5G a partir de janeiro

Anatel analisa modelo de “clusters” para ampliação das cidades com faixas limpas. Expectativa é de decidir sobre tema até final de outubro

Entorno de cidades com 500 mil habitantes pode receber 5G a partir de janeiro

A Agência Nacional de Telecomunicações (Anatel) analisa incluir o entorno de cidades com mais de 500 mil habitantes no plano de expansão do 5G após cumprida a etapa das capitais. De acordo com o cronograma em vigor, elas devem estar com a limpeza da faixa concluída a partir de 1º de janeiro de 2023.

A intenção foi confirmada pelo conselheiro Moisés Moreira, presidente do Gaispi (Grupo de Acompanhamento da Implantação das Soluções para os Problemas de Interferência), durante painel no Simpósio Telcomp 2022, realizado nesta quarta-feira, 14, em Brasília.

De acordo com Moreira, o modelo de “clusters” deve ser discutido primeiramente pelos grupos técnicos de migração e desocupação e, posteriormente, levado para discussão no Gaispi. A expectativa é de concluir a discussão sobre o modelo até o final de outubro.

Apesar da previsão de acelerar a limpeza das faixas ainda este ano, o cronograma de ativação do 5G nos municípios com mais de 500 mil habitantes vai até o dia 31 de julho de 2025, prazo este que deve se manter, de acordo com Moisés.

O conselheiro afirma que a medida de incluir o entorno de cidades leva em conta “o ponto de vista logístico e de velocidade do processo”.

“A faixa ficaria liberada. As operadoras têm a liberdade de entrar. Elas não seriam obrigadas, mas as condições estão dadas”, afirmou o conselheiro.

Limpeza da faixa

O compromisso com a limpeza da faixa de 3,5 GHz foi assumido pelas operadoras Claro, TIM e Vivo. As três compraram a faixa de 3,5 GHz no leilão da Anatel realizado em novembro de 2021. Para cumprir a obrigação, as teles criaram a organização sem fins lucrativos EAF (Entidade Administradora da Faixa), responsável por sanar interferências em estações satelitais profissionais e distribuir kits de recepção de TV por satélite para famílias inscritas no Cadúnico do governo federal.

Nesta terça-feira, 14, a EAF iniciou a campanha para a substituição dos equipamentos em seis capitais: Aracaju (SE), Boa Vista (RR), Macapá (AP), Porto Velho (RO), Rio Branco (AC) e Teresina (PI).

TEMAS RELACIONADOS

ARTIGOS SUGERIDOS



 

Capacity LATAM 2024 vai debater conectividade e inovação na América Latina
Evento acontece nos dias 12 e 13 de março, com presenças de BNDES, META, AWS, Algar, Telxius , Mega Telecom, Elea Digital, Ufinet e mais.

 

Demanda por DWDM cresce e Multi PRO | ZTE amplia portfólio.
Além do DCI ZXONE – 7000 C2D produto lançado recentemente, a marca trará atualizações para equipamentos que já estão no mercado