Empresas do consórcio gestor da Infovia 00 devem assinar contrato este mês


Mapa das infovias de banda larga na Amazônia / Imagem: MCTI

A RNP deve assinar ainda este mês, no dia 29, acordo definitivo para a criação do consórcio que vai administrar o cabo óptico subfluvial que liga Macapá (AP) a Alenquer (PA), a chamada Infovia 00.

Vão integrar o consórcio as operadoras Aquamar, BRDigital, ICOM, SEA Telecom, Telefônica e Wirelink.

PUBLICIDADE

Três das empresas qualificadas pela RNP para integrarem o consórcio desistiram ainda em 2021: a Radiante, a Simplex Informática e a CTE Telecom.

Segundo Eduardo Grizendi, diretor de Engenharia e Operações da RNP, as desistências não abalam o projeto, uma vez que o operador neutro já tem condições de ser constituído e há ainda fila de interessados.

“Há duas empresas que já avisaram a RNP que desejam se tornar também integrantes do consórcio. Uma nova seleção de integrantes para se unir ao grupo atual deve ser aberta em agosto”, disse o executivo ao Tele.Síntese hoje, 8, após o lançamento de iniciativa 5G em Campinas (SP).

Conforme Grizendi, todo o cabo subaquático de 770 Km de extensão, que conecta as duas cidades amazônicas, já foi instalado, e agora o projeto está na fase de final de instalação de equipamentos em terra. “Tudo feito em linha com definições rígidas ambientais e sem derrubar nenhuma árvores”, ressalta.

Norte Conectado

A Infovia 00 é o projeto-piloto do PAIS, o Programa Amazônia Integrada e Sustentável, também conhecido por Norte Conectado, e que prevê a criação de infovias ópticas feitas a partir de cabos instalados nos leitos dos rios amazonenses. Seu projeto e construção foi todo feito pela RNP. O cabo tem 42 fibras ópticas. Cada integrante do consórcio de operador neutro recebe uma quantidade de fibras para uso próprio.

Outra que deve sair em breve, a Infovia 01, é resultado do uso de fundos que sobraram da digitalização da TV terrestre aberta. Está sendo construída pela Seja Digital – EAD, entidade responsável por operacionalizar as diretrizes traçadas no âmbito do Gired, o grupo de digitalização da TV aberta, presidido pela Anatel.

A Infovia 01 conectará Manaus (AM) a Santarén (PA), em um percurso subaquático de 1 mil km de extensão, ligando a sede de 9 cidades da região. No momento, a EAD busca as autorizações para iniciar a implantação do cabo. A seleção dos fornecedores deve se dar no segundo semestre, e a instalação no leito do Rio Negro está prevista para começar no primeiro trimestre de 2023. O custo total estimado é de R$ 165 milhões.

Outras seis infovias (a infovia 07, vista no mapa, já existe e pertence ao Exército) serão feitas nos rios da região, com dinheiro vindo do leilão 5G, ocorrido em novembro passado. Serão coordenadas pela Siga Antenado – EAF, entidade criada por Claro, TIM e Vivo, e que será responsável por cumprir obrigações do edital 5G.

PUBLICIDADE
Anterior Redução do ICMS: novo relatório possibilitará antecipação do desconto para telecom
Próximos TIM se diz pronta para ativar o 5G puro nas capitais, mas aguarda cronograma da EAF