Empresa pode errar mais rápido com IA


Robert Duque-Ribeiro, Diretor executivo e líder da Accenture Analytics para Brasil e América Latina - Foto: Divulgação
Robert Duque-Ribeiro, Diretor executivo e líder da Accenture Analytics para Brasil e América Latina – Foto: Divulgação

A inteligência artificial está longe de ser mágica, apenas dá velocidade e automatiza análises. Se a compreensão do problema estiver errada, a empresa vai errar em maior velocidade e volume. Durante a pandemia, alguns sistemas antifraude tiveram de ser desligados porque houve uma mudança drástica de comportamentos dos consumidores gerando falsos alerta. É preciso também evitar vieses de raça, idade e gênero para que o algoritmo não perpetue preconceitos.

Essas foram algumas questões debatidas no painel “As ferramentas de IA e Analytics alavancando os negócios financeiros”, que abriu os debates do Digital Money Meeting, evento promovido pela Momento Editorial.

Leia a reportagem completa no Digital Money Informe

Anterior Anatel leva ao STF preocupação com carga tributária sobre o setor
Próximos TIM, Ericsson e MediaTek finalizam teste piloto 5G no Brasil