Empresa identifica uso fraudulento de números 0800


Empresa identifica uso fraudulento de números 0800
Imagem: Freepik

A empresa de segurança Kaspersky identificou tentativas de fraudes que utilizam números 0800 no Brasil. O golpe é utilizado para a captura de dados pessoais e bancários das vítimas, e recorre também a mensagens SMS.

Segundo a empresa, os bandidos usam a tática para roubar números de cartões de crédito e tokens de autenticação e realizar operações financeiras. O número 0800 é utilizado como forma de dar credibilidade à tentativa de roubo dos dados.

PUBLICIDADE

O golpe é iniciado com mensagens maliciosas via SMS, enviadas por um número curto, ou chamados shorts-codes — uma técnica usada desde agosto do ano passado.

Caso a vítima entre em contato usando o 0800 da mensagem falsa, os criminosos solicitarão a confirmação da conta e agência (para roubá-la), e questionarão se o correntista tem alguma autenticação temporária ativada. Caso afirmativo, será solicitado o código de ativação para que os criminosos possam concretizar as fraudes.

A conversa ainda se prolonga mais um pouco, pois a mensagem SMS falsa avisa sobre uma suposta transação não autorizada. O criminoso se aproveita disso para informar a vítima que irá cancelar os cartões da conta e pede o número do cartão de crédito. Na simulação feita na investigação da Kaspersky, o falso atendente ainda insistiu para o analista informar o endereço para retirada do cartão “cancelado”, já que o número do cartão não foi informado.

“Não é fácil registrar um número 0800 e os shorts-codes são um canal usados exclusivamente por um seleto grupo de empresas, como bancos, operadoras e grandes lojas. Isto mostra o quanto as fraudes estão refinadas. A má notícia é que não é possível bloquear esse tipo de artimanha, já que números 0800 e short-codes são ferramentas legítimas de comunicação. Novamente, o conhecimento sobre o golpe é a melhor prevenção”, afirma Fabio Assolini, analista sênior de segurança da Kaspersky no Brasil.

Anatel: caso de polícia

A Agência Nacional de Telecomunicações (Anatel), responsável por regular o setor no país, diz que até o momento não recebeu qualquer notificação a respeito de golpes perpetrados por contatos originados a partir de números com o prefixo 0800. Alerta que tais usos são ilegais, e, portanto, se identificada a origem, o responsável pode ser processado.

A agência diz também que os números com prefixo 0800 são distribuídos pelas operadoras, e cabe a elas fiscalizar o uso adequado do serviço. “A prestadora de serviço de telecomunicações que tenha a designação do respectivo número 0800 tem o dever de suspender a disponibilidade de tal recurso”, diz a Anatel, em nota ao Tele.Síntese.

O regulamento dos serviços de telecomunicações traz, em seu artigo 65, esta obrigação: “As prestadoras devem adotar as medidas técnicas e administrativas necessárias e disponíveis para prevenir e cessar a ocorrência de fraudes relacionadas à prestação do serviço e ao uso das redes de telecomunicações, bem como para reverter ou mitigar os efeitos destas ocorrências”.

A agência, por fim, recomenda que o consumidor vítima de golpe utilizando número 0800 falsamente atribuído a sua instituição bancária faça boletim de ocorrência junto às autoridades policiais.

PUBLICIDADE
Anterior IBGE vai licitar R$ 19,7 milhões em serviços móveis para o Censo
Próximos Anatel dá transparência ao acompanhamento das obrigações das operadoras