Emmanuel Campelo, advogado, e da cota do PMDB, é indicado para a Anatel


Os rumores que circulavam no mercado se confirmaram. O presidente Michel Temer enviou hoje, 6, para o Senado Federal o nome do advogado Emmanoel Campelo, filho do ministro do TST, Emmanoel Pereira, para a vaga de conselheiro da Anatel em lugar de Igor de Freitas, cujo mandato acaba no próximo dia 4.

Emmanoel-Campelo-cnj-divulgacaoOs rumores que circulavam no mercado se confirmaram. O presidente Michel Temer enviou hoje, 6, para o Senado Federal o nome do advogado Emmanoel Campelo, filho do ministro do TST, Emmanoel Pereira, para a vaga de conselheiro da Anatel em lugar de Igor de Freitas, cujo mandato acaba no próximo dia 4.

PUBLICIDADE

Campelo foi integrante do Conselho Nacional de Justiça (CNJ), indicado para ocupar a vaga da representação da Câmara dos Deputados por Dilma Rousseff em 2012, para um mandato de dois anos. Ele é mestre em direito Internacional pela Universidade de Brasília e foi assessor parlamentar da Câmara dos Deputados entre 2008 e 2011.

A indicação do advogado é da cota do senador Garibaldi Alvez (PMDB-RN) e do ex-ministro Henrique Eduardo Alves, preso pela Lava-Jato. Inicialmente, a sua indicação estava prevista para o Conselho do Ministério Público, mas essa vaga acabou sendo preenchida por um indicado do  presidente do Senado, Eunício de Oliveira e, então, ele acabou transferido para a Anatel.

OI

Campelo teve recentemente um envolvimento muito próximo com a concessionária em recuperação judicial, a Oi. Ele foi indicado pelo juiz da 7a Vara Empresarial para ser o mediador entre a operadora e a Anatel para tentar buscar uma conciliação para as multas da operadora na Recuperação Judicial. Mas a Advocacia Geral de União (AGU) preferiu adotar outro caminho, recorrendo à justiça para sair da RJ, disputa que continua até hoje.

Conforme o Valor Pro, o nome de Campelo aparece também na investigação da Lava Jato, em ligações para o ex-ministro Henrique Eduardo Alves, que está preso.

Anterior Anatel vota contra pleito da Echostar e vai licitar novamente bandas S e Ka
Próximos Comissão Anatel-Aneel encerra primeiro processo de resolução de conflitos e confirma valor de R$ 3,19