Embratel anuncia acordo de colaboração estratégica com AWS


Crédito: Freepik
Crédito: Freepik

A Embratel assinou acordo de colaboração estratégica com a Amazon Web Services, Inc. (AWS) para ajudar empresas privadas e o setor público no Brasil a acelerar o processo de migração para a nuvem.

Com isso, a Embratel está com uma nova unidade de negócios dedicada à AWS, com mais de 100 especialistas em Cloud. Todos treinados e certificados para criarem soluções para projetos de inovação digital e a migração de dados e aplicações para a nuvem.

PUBLICIDADE

A Embratel vem realizando projetos com a AWS há muitos anos, mas essa parceria agora está sendo intensificada com um novo modelo de atuação focado na entrega de serviços de consultoria, gestão e operação.

A operadora se tornará uma provedora única, dentro do conceito de one-stop-shop, para as necessidades digitais dos clientes, integrando infraestrutura digital (rede e nuvem) com um conjunto robusto de serviços tecnológicos em três importantes áreas: Serviços Gerenciados em Nuvem NextGen; Migração de cargas de trabalho corporativas para serviços da AWS, com destaque para workloads SAP, cuja demanda deve se intensificar nos próximos anos; Soluções de Contact Center em Nuvem integrando a telefonia da Embratel e o Amazon Connect, da AWS.

O contrato é parte já de uma estratégia da Embratel em se tornar mais integradora de serviços, tecnologias e consultoria. A meta da empresa é ser uma Digital Service Enabler, com objetivo de trabalhar na transformação digital de outras companhias.

Vale lembrar, a Embratel é um dos principais fornecedores de serviços de TI e Telecom do Brasil, integra a Claro Brasil, pertencente ao grupo mexicano América Móvil. Além dos serviços de migração para a AWS, já revendia soluções de Cloud Computing, Data Center, Segurança, Internet das Coisas, Professional Services, Conectividade e Colaboração, Omnichannel, Automação Robótica de Processos, transmissão de dados, vídeo, Internet, telefonia celular e fixa corporativa, longa distância nacional e internacional.

PUBLICIDADE
Anterior Startups enfrentam desafios para melhoria da gestão de cidades
Próximos Oi adia a divulgação dos resultados, mas dá prévia dos números do 1º trimestre