Economia chama o Ipea para fazer estudos sobre compartilhamento de postes


O subsecretário de regulação e mercado da SDI do Ministério da Economia, Gabriel Fiuza, afirmou nesta segunda-feira, 16, que a pasta chamou o Ipea (Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada) para realizar estudos econômicos que ajudem a traçar uma solução para o compartilhamento de postes de distribuidoras elétricas com operadoras de telecomunicações e provedores de internet. Ele participou de live do Tele.Síntese.

Segundo ele, a pasta ainda não tem posição definida sobre qual seria a melhor solução para a questão. Há anos operadoras e ISPs cobram acesso facilitado aos postes, mas reclamam da demora, dos preços ou mesmo de políticas de corte de cabos por parte das distribuidoras de energia.

PUBLICIDADE

“Estamos trabalhando com o IPEA para avaliar as possibilidades. Gostaríamos de ter um impacto econômico das alternativas. Conhecemos estudos que estão sendo feitos pelo setor de telecom. E a gente também vem começando a conversar com os agentes do setor elétrico”, destacou Fiuza. Entre as alternativas há propostas para mexer na modicidade tarifária das concessionárias elétricas ou mesmo a criação de um ente neutro para administrar os postes.

Segundo ele, as distribuidoras de energia não têm estímulos para compartilhar os postes. “O que a gente mapeou é que temos um triangulo de interesses: das operadoras de grande porte pelo uso da rede, dos pequenos por um acesso módico, e das distribuidoras, que ficam com pouco da receita, o que extrai o interesse deles de explorar o poste de forma eficiente. É um desafio equilibrar esses três interesses legítimos. Mas ainda não temos diagnóstico nem preferência por uma modelagem ou outra”, afirmou.

Anterior Claro lança aplicativo de conta digital
Próximos Isenção da IoT móvel precisa de lei ou MP ainda este ano para valer em 2021