Easy Taxi passa a se chamar Easy e lança concorrente do Uber


easy taxi go plusA Easy Taxi decidiu acrescentar novos serviços a seu portfólio. Para isso, teve que rever a marca e mudar de nome. Agora, a empresa passa a ser conhecida apenas como Easy, enquanto seus serviços viram um “sobrenome” de acordo com o que for usado pelo cliente.

O tradicional táxi continua vivo. No caso, para chamar um taxista, o cliente deve selecionar dentro do app a função Easy Taxi. Quem quiser pedir um carro de luxo, como uma SUV ou sedan novo, deve recorrer ao Easy Plus+. E, quem quer uma carona com motorista privado, em modelo concorrente ao Uber, deve usar o Easy Go.

Sim, a empresa entrou no segmento do polêmico Uber, que já conta com outros concorrentes em São Paulo, como Cabify e WillGo. No mercado paulistano esse tipo de serviço foi autorizado por decreto. Na cidade, as empresas que atuam com oferta de motoristas privados devem ser registradas e pagar uma taxa por quilometragem.

PUBLICIDADE

O EasyGo não terá tarifas dinâmicas. O preço da corrida será de R$ 2, mais R$ 1,63 por km rodado, somados a outros R$ 0,30 por minuto. Já está incluída a taxa de R$ 0,10  da prefeitura no serviço. O motorista fica com 80% do valor da corrida. A corrida pode ser até 40% mais barata que a de táxi, segundo a empresa.

Outra grande diferença será o pagamento. Os clientes poderão usar o cartão (crédito ou débito) em máquina do motorista, registrados no app, ou até pagar em dinheiro. Também haverá opção de corrida compartilhada com outro usuário em todos os serviços: Go, Taxi e Plus+.

“Passamos a competir no mercado com faixas de preço e qualidades diferente”, resume Fernando Matias, Diretor Geral da Easy Taxi no Brasil. Segundo ele, agora o aplicativo se transformou em um “guarda-chuva”  de todos os serviços da empresa no país. O Easy Go começa a funcionar na segunda-feira, 25.

Anterior Lenovo lança novo smartphone de entrada no Brasil
Próximos TIM incentiva nova forma de trabalho