Dona da Nextel pede proteção contra falência nos Estados Unidos


A NII Holding confirmou o seu pedido de proteção a falência, com base no Chapter 11 sob a lei norte-americana U.S. Bankruptcy Code for the Southern District of New York. A agência Reuters havia antecipado este pedido hoje no início da manhã.

A NII Holding confirmou o seu pedido de proteção a falência, com base no Chapter 11 sob a lei norte-americana U.S. Bankruptcy Code for the Southern District of New York. A agência Reuters havia antecipado este pedido hoje no início da manhã

Conforme o comunicado, “A companhia mantém discussões com os principais stakeholders nos últimos meses  e está otimistas que essas discussões irão levar ao plano de reestruturação quer irá significar uma reorganização da empresa no futuro.A holding comunica ainda que as subsidiárias do Brasil, México e Argentina não fazem parte da lei norte-americana de falência e irão operar normalmente.

Conforme a agência Reuters, a NII Holdings, controladora da Nextel, que tem uma dívida de US$ 5,8 bilhões e mantém suas operações no Brasil e no México, pretende pedir proteção judicial contra falência nos Estados Unidos, a partir de hoje, segundo fontes próximas da empresa.

PUBLICIDADE

O pedido de falência segundo o Capítulo 11 das leis norte-americanas permitiria à companhia que tem a sede em Reston, na Virgínia, a reestruturar sua dívida com credores. A NII Holdings opera na América Latina sob a marca Nextel.

A empresa quer transformar os credores em acionistas e implementar um modelo de negócio mais sustentável com foco no Brasil e no México, seus dois maiores mercados, acrescentou a fonte. O Capítulo 11 é uma forma de falência que reorganiza os negócios e ativos de uma empresa por um período limitado, informa a agência.

No mês passado, a NII Holdings alertou que poderia pedir proteção contra falência depois de divulgar seu nono prejuízo trimestral consecutivo. O presidente-executivo, Steve Shindler, disse na época que, apesar dos esforços para melhorar as operações, o caixa tinha caído para níveis insuficientes para suportar o negócio.

A NII Holdings encerrou o segundo trimestre com US$ 1 bilhão em caixa, uma perda líquida recorrente de US$ 629 milhões  e uma redução de 77 mil assinantes em sua base de clientes. A empresa contratou os bancos de investimento UBS e Rothschild para a assessorarem sobre uma potencial venda e uma reestruturação da dívida.

Anterior Cade aprova compra da Synapsis pela Tivit
Próximos Google lança smartphones Android One por US$ 105 na Índia