Diretor jurídico deixa a Oi


 

A Oi informou nesta segunda-feira, 1º, que Antonio Reinaldo Rabelo Filho deixou a companhia. Ele era o diretor jurídico estatutário do grupo, mandato que agora se esgota. Rabelo não se desliga completamente do dia a dia da operadora, no entanto. Ele seguirá como diretor nas subsidiárias da empresa com sede na Holanda, bem como assessorando a Oi nos temas jurídicos estratégicos relacionados à sua recuperação judicial.

PUBLICIDADE

Rabelo foi um dos principais nomes da Oi durante a recuperação judicial. O executivo participou da elaboração, negociação e aprovação em Assembleia Geral de Credores (AGC) do Aditamento ao Plano de Recuperação Judicial (“APRJ”) da Oi em setembro de 2020; da venda exitosa dos principais processos competitivos de alienação das Unidades Produtivas Isoladas previstas no APRJ e a homologação de seus respectivos resultados junto ao Juízo da recuperação judicial; da estruturação e aprovação das principais linhas de financiamento adicionais previstas no APRJ; e, ainda, da coordenação direta do processo de recuperação judicial da Oi e todos os seus desdobramentos.

No comunicado informando o desligamento de Rabelo, a Oi agradeceu o trabalho prestado até aqui por ele reconhece seu papel nos resultados atingidos, em particular no cumprimento de etapas na transformação da Companhia em uma empresa dedicada a banda larga por fibra óptica.

O cargo de Rabelo fica vago até que o conselho de administração da companhia escolha um novo diretor jurídico estatutário.

PUBLICIDADE
Anterior Estudo sobre valor das concessões de telefonia sai em dezembro
Próximos Faixa de 3,7 GHz não é suficiente para redes privadas 5G, avalia a Ericsson