Desafio da segurança de dados no terceiro E-book Digital Money


Na próxima segunda-feira, 16, entra em funcionamento o sistema de pagamento instantâneo do Banco Central e o mercado financeiro se volta para a proteção contra as fraudes, onde os modelos de segurança de dados precisam de novos parâmetros e de tecnologias mais robustas, um grande desafio para todos. O terceiro caderno do Digital Money Report dedica grande espaço às questões de segurança do Pix. Até que ponto os dados são seguros?

O Digital Money traz a visão do Banco Central, que defende o processo de discussão com o mercado e a cocriação de regras, que contribuíram para tornar o Pix mais resistente à fraude.  A Febraban acredita nos modelos de segurança existentes e lançou, em setembro último, o Laboratório de Segurança Cibernética, com o objetivo de fortalecer a defesa dos bancos, que aumentaram a migração das transações financeiras para os canais digitais durante o período da pandemia.

PUBLICIDADE

Para tratar do tema segurança, o Digital Money ouviu também responsáveis pela segurança de empresas como IBM Brasil, Kryptus e Fortinet, que fizeram um paralelo entre os modelos e a tecnologia utilizada no Brasil e em outros países da Europa e Ásia.

Cadastro Positivo

O cadastro positivo também é abordado neste terceiro caderno do Digital Money Report. Em entrevista exclusiva, Elias Sfeir, presidente da Associação Nacional dos Bureaus de Crédito (ANBC) fala sobre a importância dos consumidores construírem seu histórico de crédito para ter prazos maiores e juros melhores e do papel disruptivo que a criação de uma moeda digital com características globais trará para os meios de pagamento, acelerando a economia e gerando bem estar e empregos.

Ainda em 2020, o Digital Money lançará o quarto caderno, trazendo o ingresso das operadoras de telecomunicações nesse mercado e suas estratégias, o movimento rumo ao mercado de varejo e seu marketplace, e o que as tecnologias do BaaS têm a oferecer. O objetivo é abordar as questões mais importantes que envolvem o novo ecossistema do Pix e do Open Banking. Para continuar acompanhando o setor, o Tele.Síntese promete novidades para 2021, com o lançamento de um portal de notícias sobre o sistema financeiro digital. O Digital Money News chegará em março de 2021.

O E-book Digital Money Report é distribuído para uma ampla relação de stakeholders do mercado financeiro, reguladores, empresas de inovação, aceleradores, e empresas de tecnologia e informação.

Acesse aqui para ler o novo caderno.

 

Anterior Distribuidora elétrica do Amapá prioriza retorno de carga às estações das teles
Próximos Itaú pede que valor de venda da Oi Móvel fique bloqueado na Justiça