Deputados querem duas cadeiras no GAPE e uma para o Ministério da Agricultura


Subcomissão 5G na Câmara pretende encaminhar pedido para participar do grupo de acompanhamento de conexão de escolas públicas, que terá recursos da venda da faixa de 26 GHz. Também quer vaga para a Comissão de Educação e para o MAPA

Os deputados federais querem participar do GAPE, o grupo de acompanhamento da conexão de escolas públicas a ser criado depois da venda do espectro de 26 GHz no próximo leilão da Anatel. A intenção é que o grupo tenha pelo menos duas vagas para parlamentares. Também deve ser solicitada vaga para o Ministério da Agricultura, uma vez que há previsão de conexão de escolas rurais.

PUBLICIDADE

A configuração atualmente descrita no edital do leilão prevê composição com representantes do Ministério das Comunicações, da Anatel e das operadoras que arrematarem lotes da frequência, sem vaga, portanto, para os políticos.

“Nós vamos ver qual é a melhor forma legislativa, ou política, numa articulação, para a Câmara dos Deputados se colocar nesse grupo e acompanhar melhor [a conexão das escolas]. Nós podemos reivindicar, por exemplo, duas vagas: uma para a subcomissão 5G e uma para a Comissão de Educação”, afirmou hoje, 29, Perpétua Almeida (PCdoB-AC), presidente da Subcomissão 5G na Câmara, em audiência na Câmara.

Anterior ANPD prepara PL para se tornar autônoma
Próximos PL das Fake News: CGI tem condições de ser o Conselho de Transparência