Deputados da CCT vão acompanhar Conferência de Comunicação


Os deputados da Comissão de Ciência e Tecnologia da Câmara querem participar ativamente da Conferência Nacional de Comunicação, que deve ser convocada pelo governo nos próximos dias. Para isso, a CCT aprovou requerimento da deputada Cida Diogo (PT-RJ) que cria uma subcomissão especial que ficará encarregada de acompanhar os debates preparatórios e durante a Conferência …

Os deputados da Comissão de Ciência e Tecnologia da Câmara querem participar ativamente da Conferência Nacional de Comunicação, que deve ser convocada pelo governo nos próximos dias. Para isso, a CCT aprovou requerimento da deputada Cida Diogo (PT-RJ) que cria uma subcomissão especial que ficará encarregada de acompanhar os debates preparatórios e durante a Conferência prevista para o início de dezembro deste ano.
 
A subcomissão sobre a Conferência será uma das três subcomissões especiais da CCT a serem instaladas neste ano, além de três outras subcomissões permanentes: de Radiodifusão, de Comunicação e de Ciência e Tecnologia.
 
Uma outra subcomissão especial, cuja criação foi aprovada no fim de 2008, irá acompanhar a implantação das medidas propostas de mudanças no marco regulatório do setor de radiodifusão, no que diz respeito principalmente às renovações e outorgas de emissoras de rádio e televisão, conforme proposta da deputada Luiza Erundina (PSB-SP).
 
A terceira subcomissão, destinada a acompanhar a execução orçamentária dos ministérios com projetos de interesse da Comissão, proposta pelo deputado Nárcio Rodrigues (PSDB-MG), também foi aprovada.

Para dar agilidade aos trabalhos dessas subcomissões e proporcionar a efetiva participação dos deputados nos debates, o presidente da CCTCI, deputado Eduardo Gomes (PSDB-TO) propôs, então, a redução no número de membros de cada grupo temático de 20 para 13, com igual número de suplentes, que deverão ser indicados pelos partidos para a eleição das respectivas presidências nas próximas semanas. (Da redação, com assessoria de imprensa)

PUBLICIDADE
Anterior Governo pode ter política de apoio à lanhouses
Próximos Brasil se mantém em 59º lugar no ranking mundial de TICs