Dell entra no mercado de transformação de rede 5G


A Dell Technologies anunciou hoje, 9, sua entrada no mercado de transformação de rede. De acordo com Sandro Tavares, diretor de Marketing de Sistemas de Telecom, a 5G representa uma grande oportunidade para que provedores de telecomunicações sofistiquem seus serviços, a fim de ganhar novas receitas dos segmentos de automação industrial, saúde e agricultura, por exemplo.

PUBLICIDADE

A companhia está trabalhando no desenvolvimento de um ecossistema de rede aberta e nuvem nativa. Nesse contexto, a Dell irá assumir o papel de buscar as soluções, experimentá-las, integrá-las e, assim, facilitar o consumo dessas soluções pelos provedores.

“Estamos nos posicionando como um player que vai ajudar os provedores de telecom a capturar oportunidades de construir e monetizar a rede de edge computing, modernizar suas arquiteturas de rede e fazer com que os provedores tenham suas transformação digital”, disse Tavares.

Para tanto, a Dell pretende aplicar sua experiência em transformação de IT nas redes, levando em consideração as particularidades da última. A transformação da rede incluirá soluções, como sistemas OSS e BSS, converged core, plataforma de edge de serviço e plataforma RAN.

Dentre os parceiros do novo projeto, estão: Nokia, fornecendo 5G core com plataforma em nuvem Telco VMware; outro provedor de 5G Core será o Affirmed, com a plataforma de telecom RedHat Openshift Container; o software da Mavenir servirá para suporte de RAN; e o MEC Solutions entrará com soluções para o Intel Smart Edge. A Dell também anunciou o Projeto Metalweaver, que terá uma solução com capacidade de operar bare metal. A ferramenta deve estar disponível comercialmente no fim deste ano.

Outra novidade foi o Laboratório de Ecossistema Aberto de Telecom, “central para nossa estratégia de telecomunicações”. Atualmente, o laboratório está em construção no Texas, no principal campus da companhia, onde haverá data centers com soluções da Dell e de outros fornecedores. A empresa também espera trabalhar com grupos como 3GPP e O-RAN Alliance. O propósito do espaço será testar novos serviços e aplicações, além de formar um processo de CICP (Continuous Integration Continuous Delivery) com seus clientes.

Anterior RNP vai selecionar até o final do ano operador neutro da Infovia 00
Próximos Demi: mudança no Marco Civil da Internet deve ser discutida no Congresso