Datora apresenta minuta de prospecto visando IPO ainda este ano


A Datora apresentou à Comissão de Valores Mobiliários (CVM) a minuta de prospecto para lançamento inicial de ações (IPO, na sigla em inglês). A companhia, com 28 anos no mercado, atua no mercado de tecnologia fornecendo uma ampla oferta de serviços para seus clientes por meio de suas plataformas operacionais no formato CPaaS – Communication Platform as a Service (“CPaaS”). 

 A empresa também atua no mercado B2B2X, uma vez que atende o mercado corporativo, oferecendo soluções que podem ser usadas por clientes finais, no setor agropecuário, mercado pet, indústria 4.0 ou em qualquer dispositivo que precise se conectar. Neste sentido, a Companhia opera nos quatro segmentos abaixo destacados, os quais atuam de forma sincronizada, de forma a gerar sinergia e cross-selling entre eles. O primeiro segmento é o CPaaS-IoT, onde a companhia oferece para o mercado a conectividade e uma gama de serviços de valor agregado com a finalidade de conferir aos seus clientes eficiência, agilidade e competitividade em seus mercados.  

PUBLICIDADE

Neste segmento, destacam-se o setor automotivo (serviços de telemetria e rastreamento), segurança, financeiro (serviços para PoS (Point of Sales), caixa eletrônicos, etc.). O segundo segmento em que a Companhia opera é o CPaaS-Geral, que tem como produto e serviço principal a oferta de um pacote whitelabel2 de telefonia fixa, móvel e de dados, além do portfólio de Internet of Things (“IoT”) para clientes como ISPs – Internet Service Providers (“ISPs”) e redes de varejo.  

O terceiro segmento em que a Companhia opera, ainda no ambiente de CPaaS, é o CPaaS-OTT (Over The Top), onde a Companhia oferece serviços de conectividade que permitem às OTTs3 autenticar seus usuários. Nesse segmento, destacam-se como clientes, Uber, 99 e Google que usam serviços da companhia por meio de seus fornecedores globais.  

O quarto segmento é o Voz sobre Protocolo de Internet (“VoIP”), que funciona como alicerce das operações de CPaaS, serviço escalável e que permite autonomia operacional, já que serve como uma verticalização da cadeia neste segmento.  Neste segmento, a Companhia atua com serviços, como antifraude e billing, para as grandes operadoras no Brasil e no mundo, além de atuar como importante via para originar e receber chamadas de voz. 

Lucro 

De acordo com dados do prospecto, a Datora teve lucro líquido de R$ 8,7 mil no segundo trimestre de 2021 e de R$ 13,7 mil no primeiro semestre deste ano, registrando altas respectivas de 658% e 772% frente aos mesmos períodos do ano passado. 

O EBITDA saiu de 4.4% no 2º trimestre de 2020 para 9.1% no 2º trimestre de 2021, totalizando R$ 13,6 mil versus R$ 6,3 mil no 2º trimestre de 2020. No acumulado do ano, chega a R$ 25,909 mil versus R$ 13,682 mil, alta de 89%. 

Na parte de investimentos, a Datora afirma que deu o primeiro passo para a implantação do Core redundante de IoT 100% compatível com 5G. A expectativa é de que ao longo do próximo semestre complete sua instalação e passe a usufruir de uma redundância full em relação ao core atual, mas também implementar serviços único no mercado de IoT. Aliás, a companhia cita o 5G como uma grande oportunidade de crescimento no futuro próximo. 

A IPO está sendo coordenada pelo Banco Itaú BBA, mas não dispõe ainda de cronograma ou valor estimado das ações que serão postas à venda. 

Anterior Leilão pode "escorregar" para a primeira quinzena de novembro
Próximos Para novo presidente da ConTIC, chegada do 5G desafia a formação de profissionais