PORTAL DE TELECOM, INTERNET E TIC

Últimas do DMI

Danilo Yoneshige é o novo líder de Edtechs da Abstartups

CEO da Layers Education é especialista em Tecnologia Educacional (TE) e trabalhará para fomentar o desenvolvimento de startups com foco em educação
Danilo Yoneshige, CEO da Layers Education, assume posição de líder de Edtechs da Abstartups
Danilo Yoneshige, CEO da Layers Education, assume posição de líder de Edtechs da Abstartups (crédito: Divulgação)

A Associação Brasileira de Startups (Abstartups) nomeou o empresário Danilo Yoneshige como líder da frente de Edtechs da entidade. A designação ocorreu por meio de eleição no respectivo comitê.

CEO da Layers Education, Yoneshige terá a responsabilidade de reforçar a existência do ecossistema de edtechs e fomentar as empresas que atuam no setor, informou a associação.

Atualmente, existem 813 startups de educação ativas no Brasil, segundo o estudo Mapeamento de EdTechs. O número aponta alta de 44% na comparação com o levantamento realizado em 2020, quando foram identificadas 556 empresas desse tipo.

Ao lado de Ivan Seidel, Yoneshige fundou a Layers Education em 2018. A empresa é uma startup de educação que integra os sistemas de gestão escolares, além de organizar a agenda e a comunicação da escola, com um único login e senha. A plataforma também funciona como uma loja de aplicativos, permitindo que outras startups entrem no mercado educacional.

Além de CEO da Layers Education, Yoneshige é especialista em Tecnologia Educacional (TE), com mais de quinze anos de experiência no setor de educação. Na área de TE, ele tem passagens por escolas como Colégio Objetivo e Colégio Dante Alighieri. Além disso, o empresário coordenou equipes de robótica com premiações em torneios nacionais e internacionais. Também já atuou como voluntário das principais competições de tecnologia em todo o mundo.

Em comunicado, Yoneshige declara estar comprometido com o desenvolvimento do setor.

“Apesar de trazer desafios para as edtechs, a pandemia expôs a necessidade do avanço tecnológico no setor de educação, que foi de dez anos em apenas um. Isso contribuiu para o desenvolvimento de mais companhias e as ajudou a serem enxergadas pelas instituições de ensino. Ainda há muito o que fazer para que a educação seja, de fato, democrática, e a tecnologia é a principal aliada do aprendizado”, afirma.

TEMAS RELACIONADOS

ARTIGOS SUGERIDOS



 

Chatbot com IA da Mundiale automatiza vendas dos ISPs em até 84%
ISPs ainda podem contar com envio automatizado de boleto com régua de cobrança para reduzir a inadimplência e com gerenciamento fim-a-fim.