CyberLabs e PSafe anunciam fusão


A CyberLabs, startup brasileira de inteligência artificial (IA), e a PSafe, empresa desenvolvedora de aplicações de segurança, anunciaram hoje, 17, a fusão entre as duas empresas. O resultado da operação é a criação do Grupo CyberLabs.

PUBLICIDADE

O novo grupo projeta mais de R$100 milhões de faturamento para 2021. Com operação no Brasil e nos Estados Unidos, tem 6 milhões de usuários ativos, entre pessoas físicas e jurídicas, um time de mais de 150 engenheiros e pesquisadores focados em inteligência artificial, além do maior e principal laboratório de pesquisas em cibersegurança da América Latina.

A fusão foi costurada ao longo do segundo semestre de 2020 até ser anunciada internamente na sexta-feira, 5 de fevereiro. A transação contou com o apoio da Redpoint eventures, que, em agosto de 2020, liderou uma rodada de investimentos de R$ 28 milhões na CyberLabs. Desde 2013, a Redpoint ventures é sócia investidora da PSafe.

A PSafe foi a responsável pela detecção do maior vazamento de dados da história do Brasil, em janeiro, por meio de sua solução contra vazamentos de dados empresariais, dfndr enterprise. Na ocasião, mais de 223 milhões de informações pessoais, incluindo CPFs; mais 104 milhões de dados de veículos e mais 40 milhões de informações de empresas foram expostos na deepweb e estavam sendo comercializados de forma ilegal.

Um dos principais objetivos do Grupo CyberLabs é expandir sua presença no segmento B2B, sobretudo no mercado brasileiro. A aposta tem foco especial no mercado de PMEs, segmento em que as empresas enxergam aumento da exposição a ataques e necessidade de soluções em linha com as exigências da Lei Geral de Proteção de Dados Pessoais (LGPD). (Com assessoria de imprensa)

PUBLICIDADE
Anterior NWi faz transição de comando
Próximos Comissão dos EUA investiga não pagamento de royalties e patentes pela Samsung