CVM sugere alternativa para fechamento do capital da Embrapar


Nesta segunda-feira, 24, a Embratel Participações S.A. (Embrapar) anunciou que o seu acionista controlador, Teléfonos de México (Telmex), na seqüência do pedido de registro de oferta pública para cancelamento do registro de companhia aberta da controlada, comunicou, através de fato relevante, que a Comissão de Valores Mobiliários (CVM) determinou que o registro da OPA ficará …

Nesta segunda-feira, 24, a Embratel Participações S.A. (Embrapar) anunciou que o seu acionista controlador, Teléfonos de México (Telmex), na seqüência do pedido de registro de oferta pública para cancelamento do registro de companhia aberta da controlada, comunicou, através de fato relevante, que a Comissão de Valores Mobiliários (CVM) determinou que o registro da OPA ficará condicionado a prévia manifestação favorável da Agência Nacional de Telecomunicações – Anatel.

A Telmex também informou que a CVM lhe facultou a alternativa de converter a OPA em uma oferta pública voluntária com procedimento diferenciado, cuja realização não é sujeita à prévia manifestação da Anatel. Nos termos da decisão da CVM, a oferta voluntária poderá resultar no cancelamento do registro de companhia aberta da Embrapar, caso essa oferta atinja um determinado nível de adesão dos seus acionistas; e se a Anatel se manifestar favoravelmente ao cancelamento do registro de companhia aberta da Embrapar, antes ou após a conclusão da oferta voluntária.

A Telmex reafirmou sua intenção de manter o processo de registro da OPA e informou que está avaliando a conveniência de adotar a alternativa da oferta voluntária. Nos próximos dias, a controladora da Embratel informa que divulgará novo fato relevante anunciando o procedimento que adotará.

PUBLICIDADE

(Da Redação)

Anterior Pela democratização da banda larga
Próximos Base de clientes Velox aumenta 8%