Curitiba ganha a primeira luminária inteligente 5G


A iniciativa faz parte do programa da ABDI. Crédito: Freepick

Curitiba (PR) é a primeira cidade brasileira a receber a luminária inteligente com a antena 5G integrada, que faz parte do programa Conecta 5G. O Conecta 5G é um programa da ABDI em parceria com o Parque Tecnológico de São José dos Campos, e apoio do Ministério das Comunicações e da Agência Nacional de Telecomunicações (Anatel). Em Curitiba, o programa também tem a coparticipação da Prefeitura Municipal e da operadora Ligga Telecom.

Com as luminárias inteligentes do Conecta 5G, os municípios resolvem esta questão de infraestrutura porque podem instalar a tecnologia nos postes de iluminação pública. “Colocar antenas dentro das luminárias vai resolver a questão da falta de locais nas cidades, independentemente da lei de antenas, que regula o uso de espaços privados para sua colocação. Isso porque no Brasil, o poste é da concessionária de energia, e, portanto, um espaço privado, mas a luminária é do município, é pública”, explica o gerente de Novos Negócios da ABDI, Tiago Faierstein.

PUBLICIDADE

A luminária foi desenvolvida pelas empresas Nokia e Juganu e utiliza a tecnologia de chipset da Qualcomm. Além de integrar a antena 5G, o equipamento tem câmeras de videomonitoramento, reconhecimento facial, sistema wi-fi, sensores de ruído e gestão de serviços semafóricos.

Fase de testes

A primeira fase do Conecta 5G é de realização de testes da tecnologia. Ela terá a duração de 36 meses.  E os testes serão realizados nas faixas de frequência 3.7; 3.8; 27.5; e de 27.9 GHz (gigahertz), que são faixas que não entraram no leilão de 5G realizado pela Anatel.

Atualmente, o Conecta 5G atenderá, além de Curitiba (PR), a capital de Alagoas, Maceió; e 12 municípios do país: Juiz de Fora (MG); Ceará-Mirim (RN); Petrolina (PE); Araguaína (TO); Jaraguá do Sul (SC); Picos (PI); Sorocaba (SP); Paraipaba (CE); Pato Branco (PR); Foz do Iguaçu (PR); Parauapebas (PA) e Canaã dos Carajás (PA).

PUBLICIDADE
Anterior TIM prevê consolidação de mercado após o 5G
Próximos Huawei e HDT Energy assinam contrato com a Energisa