CPI da Espionagem do Senado vai ser criada nesta terça


 

A instalação da CPI da Espionagem do Senado, criada para investigar denúncia de que o governo americano monitorou milhões de e-mails e telefonemas no Brasil, deve ocorrer nesta terça-feira (3), à tarde. O senador Walter Pinheiro (PT/BA) é membro titular da CPI, ao lado de outros dez senadores titulares e sete suplentes.

 

O presidente da Comissão de Relações Exteriores (CRE) do Senado, Ricardo Ferraço (PMDB-ES), classificou hoje pela manhã de “violência inadmissível” a espionagem feita pelos Estados Unidos à presidente Dilma Rousseff. A denúncia de que ela e assessores próximos foram alvos da Agência de Segurança Nacional dos Estados Unidos (NSA, na sigla em inglês) foi apresentada na noite de domingo (1º) pelo Fantástico, da TV Globo.

PUBLICIDADE

Para o senador, “trata-se de um desrespeito a princípios e valores dos mais caros à civilização”. Ferraço, no entanto, disse que não está surpreso com a notícia. “Sinceramente o fato não me surpreendeu. Os indicativos que tínhamos até então mostravam que o nível de espionagem praticado pelos americanos não tem limites”, afirmou.

Ricardo Ferraço informou que vai propor na CRE o convide ao ministro da Justiça, José Eduardo Cardozo, para que ele possa explicar para os senadores qual é a condução do caso pelo governo brasileiro.

Repercussão

A denúncia da espionagem à presidente brasileira está repercutindo entre os parlamentares. Pelas redes sociais, o senador Cyro Miranda (PSDB-GO) disse que a espionagem americana é um “fato gravíssimo e inaceitável, um verdadeiro atentado à soberania do Brasil e de todos os outros países violados”.

A senadora Vanessa Grazziotin (PCdoB-AM), por sua vez, lembrou a instalação no Senado da CPI da Espionagem, prevista para esta terça-feira (3), às 10h45.

Segundo Vanessa Grazziotin, a CPI, que terá 11 titulares e sete suplentes, deverá investigar quais empresas de telecomunicação no país estariam colaborando com os Estados Unidos por meio de transferência de dados sigilosos; e avaliar medidas para aumentar a segurança da informação. 

Anterior Evento vai debater implementação do 4G em 700 Mhz
Próximos Diretor financeiro da Telebras anuncia desligamento