Copa: Minicom reconhece atraso em três estádios, mas afirma que telecom ficará pronta e critica SindiTelebrasil


O ministro das Comunicações, Paulo Bernardo, reconheceu hoje que há atrasos nas obras dos estádios de futebol de Porto Alegre, Curitiba e São Paulo e que a Telebras, responsável pela instalação da rede de fibra óptica para as transmissões de TV, só poderá instalar esta rede depois da conclusão das obras físicas. “Em Curitiba, o estádio ficará pronto em 15 de maio, o que significa que a Telebras vai ter menos de um mês para instalar toda a rede. Vai ser com muita emoção, mas vai dar tempo”, afirmou o ministro.

Indagado sobre o alerta feito pelo SindiTelebrasil (sindicato que representa as operadoras de celular) de que poderá haver problema com os celulares, devido às dificuldades das operadoras  instalarem as suas antenas, Paulo Bernardo criticou a postura da entidade, salientando que as empresas têm que estar prontas. “No caso das celulares, há até uma disputa comercial, sobre quanto deve ser pago pelas antenas a serem instaladas nos estádios”, disse o ministro. Ele afirmou que a qualidade da telefonia celular e das telecomunicações não pode ficar restrita ao mês da Copa do Mundo. “É preciso melhorar a qualidade para o Brasil”, afirmou.

Chip com Passaporte
O ministro avisou ainda que já está regulamentada a aquisição de chip de celular, pelos turistas estrangeiros, apenas com a apresentação de passaporte. Era preciso uma norma da Anatel para esta liberação, já que hoje as operadoras só podem vender chips ou linhas telefônicas se o interessado apresentar o número do CPF, o que não existe no exterior.

PUBLICIDADE
Anterior Telefônica Vivo eleva velocidade do upload na oferta de fibra
Próximos Dilma vai incluir infra de banda larga em programas prioritários do governo