Contratações em TICs crescem 300%, aponta estudo da Brasscom


Com 52.743 novos empregos gerados nos primeiros três meses de 2021, o Macrossetor de Tecnologia da Informação e Comunicação (TIC) já se aproxima do saldo de todo o ano de 2020, que fechou com um acréscimo de 59.153 postos de trabalho. É o que aponta o “Monitor de Empregos e Salários” – relatório de acompanhamento mensal do mercado de trabalho produzido pela Brasscom.

PUBLICIDADE

A edição mais recente do estudo mostra que o setor empregou três vezes mais profissionais no primeiro trimestre deste ano do que no mesmo período do ano passado, que teve 17.067 novas vagas.

Ao comparar o total de empregados no Macrossetor de TIC ao fim de 2020 – cerca de 1,6 milhões de pessoas – com o registrado em março de 2021, houve uma variação positiva de 3,3%. O avanço é especialmente significativo quando comparado ao restante da economia brasileira, que teve um crescimento de vagas ocupadas mais tímido: 1,8%.

Os números do relatório apontam a resiliência do setor de Tecnologia da Informação e Comunicação, que continua crescendo e gerando empregos apesar da pandemia do novo coronavírus.

Esses dados também estão alinhados aos registrados no ano passado, que mostraram, quando comparado a outros setores do mercado de trabalho nacional, uma recuperação mais rápida do Macrossetor de TIC. Houve recuo apenas nos meses de março, abril e maio e crescimento no restante do ano.

De acordo com o Relatório Setorial 2020 – também elaborado pela Brasscom – apesar de finalizar o ano com um saldo positivo de mais de 50 mil vagas, as empresas de TIC ainda enfrentam um grande déficit. O documento estima que, para suprir a necessidade do setor, seria necessária a contratação média de 70 mil profissionais por ano entre 2019 e 2024.

A demanda reprimida é resultado da falta de talentos qualificados, mesmo com as altas remunerações na área. Enquanto a média nacional de salários é de R$ 1.945, a remuneração média do setor de Tecnologia da Informação e Comunicação é de R$ 4.792. Em serviços de alto valor agregado e software, ela chega a ser quase três vezes maior que a média nacional: R$ 5.628. (Com assessoria de imprensa)

PUBLICIDADE
Anterior Busca da Yubb constata interesse do brasileiro por ativos de mais risco
Próximos Inatel abre programa de capacitação em soluções Ericsson para formandos de Tecnologia