Conselho Superior de Cinema tem novos membros


O Conselho Superior de Cinema, autarquia que faz a gestão do Fundo Setorial do Audiovisual, tem novos membros. O Decreto da Presidência da República, publicado ontem (2) no Diário Oficial da União designou os representantes da indústria audiovisual e da sociedade civil brasileira que irão compor o conselho que tem como objetivo principal a formulação e pactuação da política nacional do cinema.

Como representantes da indústria foram designados os seguintes membros: João Daniel Sequeira Tikhomiroff, titular; e Alexandre Machado de Sá, suplente; Daniel Pimentel Slaviero, titular; e Jorge Saad Jafet, suplente; Paulo Roberto Vieira Ribeiro, titular; e Francisco Guilherme Mistrorigo, suplente; Luiz Alberto Mendes Pereira, titular; e Rodolfo de Paula Lopes Brandão, suplente; Gláucia Madalena Moreira Camargos, titular; e Rodrigo Guimarães Saturnino Braga, suplente; e José Francisco de Araújo Lima Neto, titular; e Eduardo Levy Cardoso Moreira, suplente.  Os mandatos são válidos pelo período de dois anos. 

PUBLICIDADE

Já os representantes da sociedade civil nomeados foram: Bruno Wainer, titular; e Marcos André Scherer, suplente; Solange Souza Lima, titular; e Pedro Pablo Lazzarini, suplente; e Paulo Celso Lui, titular; e Luiz Gonzaga Assis de Luca, suplente.

Os nomes designados em decreto pela Presidenta da República, Dilma Rousseff, partiram de indicações feitas pela Ministra da Cultura a partir de sugestões colhidas junto às diversas entidades do setor.

Presidido pela ministra da Cultura, Marta Suplicy, o Conselho Superior do Cinema é formado por 18 integrantes, sendo seis representantes das diversas áreas do setor audiovisual, como diretores, distribuidores e produtores de cinema; programadores, produtores e distribuidores de TV por Assinatura e das TVs abertas públicas e privadas; por três representantes da sociedade civil; e pelos ministros de Estado da Casa Civil, da Justiça, das Relações Exteriores, da Fazenda, do Desenvolvimento, Indústria e Comércio Exterior, das Comunicações, da Educação e da Secretaria de Comunicação Social da Presidência da República.

 

 

 

 

 

Anterior Radiodifusores e teles se unem e formalizam pedido de adiamento do leilão de 700 MHz
Próximos Silvio Santos quer indicar a filha em empresa de TV a Cabo para cumprir lei do SeAC