Conselho Diretor da Anatel define presidentes de Gaispi e Gape


Moisés Moreira (Anatel) discursa no Prêmio Anuário Telesíntese 2019 (Foto: Robson Regato)

O Conselho Diretor da Anatel escolheu os presidentes dos grupos de acompanhamento de cumprimento das obrigações do leilão 5G. Moisés Queiroz Moreira vai coordenar e presidir o Grupo de Acompanhamento da Implantação das Soluções para os Problemas de Interferência na faixa de 3.625 a 3.700 MHz (GAISPI). Vicente Bandeira de Aquino Neto foi o escolhido para coordenar e presidir o Grupo de Acompanhamento do Custeio à Projetos de Conectividade de Escolas (GAPE).

Pelo edital do leilão, as compradoras da faixa de 3,5 GHZ, terão de cumprir compromissos associados à migração da recepção do sinal de televisão aberta e gratuita por meio de antenas parabólicas na banda C Satelital para a banda Ku, à desocupação da faixa de 3.625 a 3.700 MHz e à implantação de redes públicas.

PUBLICIDADE

As proponentes vencedoras dos Lotes B1 a B4 e D33 a D36 do Edital do 5G pagarão pela migração da recepção do sinal de televisão aberta e gratuita por meio de antenas parabólicas na banda C satelital para a banda Ku; os custos decorrentes da desocupação da faixa de 3.625 MHz a 3.700 MHz, hoje atribuída ao Serviço Fixo por Satélite (FSS), às exploradoras de satélites brasileiros ou estrangeiros; os custos para a implantação do Programa Amazônia Integrada e Sustentável – PAIS; e os custos para a implantação de uma Rede Privativa de Comunicação da Administração.

À Anatel cabe constituir o Grupo de Acompanhamento da Implantação das Soluções para os Problemas de Interferência na faixa de 3.625 a 3.700 MHz (GAISPI) para disciplinar e fiscalizar a aplicação dos recursos.

O GAISPI será composto por representantes da Anatel, do Ministério das Comunicações e de todas as proponentes vencedoras dos Lotes Tipo B, dos radiodifusores, das exploradoras de satélites; e representantes das proponentes vencedoras dos Lotes C1 a C8 e D1 a D32. Todos serão nomeados na reunião de instalação do grupo.

GAPE

Vicente Aquino (Foto: Agência Câmara)

De acordo com as regras do leilão, as proponentes vencedoras dos Lotes G1 a G10, H1 a H42, I1 a I10 e J1 a J42 deverão cumprir compromisso de Conectividade em Escolas Públicas de Educação Básica com a qualidade e velocidade necessárias para o uso pedagógico das TICs. A Anatel deve constituir o Grupo de Acompanhamento do Custeio à Projetos de Conectividade de Escolas (GAPE) em até 15 (quinze) dias corridos a partir da homologação do objeto da licitação para definir os critérios técnicos, metas e prazos para o atendimento do compromisso.

Além de Aquino, o GAPE será composto por mais representantes da Anatel, do Ministério das Comunicações, do Ministério da Educação e por um representante de cada uma das proponentes vencedoras da faixa de 26 GHz, os quais serão nomeados em sua reunião de instalação.

PUBLICIDADE
Anterior Para Baigorri, faltam evidências de que mercado secundário precisa ser regulado
Próximos Desvalorização do real eleva prejuízo da Oi a R$ 4,8 bilhões